30 de set de 2012

Projeto Poli-Libras

Olá queridos leitores!
O post de hoje traz informações sobre o projeto Poli-Libras, muito interessante, e que está concorrendo em um concurso da Caixa que termina hoje, domingo, 30/09. Você pode votar clicando aqui.

O projeto começou em 2010 como trabalho de conclusão de curso de Eng. de Computação da Escola Politécnica da USP pelos alunos Marcelo Li Koga, Leonardo Leite e Guilherme Januário, orientador prof. João José Neto. O projeto é um sistema tradutor de português para Libras e seus principais objetivos são facilitar o aprendizado de Libras; ajudar o aprendizado de língua portuguesa pelos surdos; facilitar a acessibilidade de material escrito aos surdos (como sites, textos de notícias, etc.) e difundir a Língua Brasileira de Sinais.

A intenção é que o sistema tradutor seja acessível através de uma interface web, ou seja, através de um navegador. O usuário digita ou copia um texto em português e coloca no sistema. O sistema então traduz esse texto, não apenas palavra por palavra ou soletrando, mas sim considerando sintaxe, semântica e o contexto em que se insere, visando a dar mais naturalidade à tradução obtida. Ai um avatar 3D (na forma de um menino) faz então a apresentação correspondente em sinais (em Libras). 
Além disso, a base de conhecimento do tradutor é colaborativa. Ou seja, construímos um site (WikiLibras), no qual qualquer pessoa pode cadastrar algum sinal. Por exemplo, se vejo que o tradutor não traduz a palavra "escola" ainda, posso ir no WikiLibras e descrever como é o sinal de "escola" em Libras.

O Poli-Libras visa suprir as dificuldades que existem na interface entre as línguas portuguesa e Libras. Ao contrário do que pode se pensar, não é fácil para surdos a interpretação e o aprendizado de uma língua fortemente grafada por símbolos fonéticos, como o português. É um verdadeiro desafio. O projeto visa também de tornar Libras mais acessível em diversos meios de comunicação, pois oferece uma alternativa mais simples e escalável para se expressar em Libras.
Outra característica muito importante é que trata-se de um projeto livre, de modo que seja acessível (gratuitamente) a toda comunidade. E como o código é aberto, atualmente qualquer pessoa tem acesso a todo o projeto e pode auxiliar o seu desenvolvimento, promovendo melhorias ou novas funcionalidades.

O desenvolvimento do projeto conta também com o auxílio de Heloísa Yoshioka, Lígia Zorello, da profª Maria Cristina da Cunha Pereira (DERDIC PUC-SP) e do prof. Ricardo Nakamura (Poli-USP).

Maiores informações em: www.polilibras.com.br

Atualmente o Poli-Libras é finalista de um concurso da CAIXA e agora os mais votados são premiados com até R$ 40 mil! 
Isso ajudaria a crescer o Poli-Libras! É só votar em: http://www.seliganacaixa.com.br/new_mural.php
E divulguem pros seus amigos!
A equipe do Poli-Libras, na defesa do TCC.


Na figura, a imagem do avatar do Poli-Libras.




Agradeço a Marcelo Li Koga pela produção deste post.

Leitores, o que vocês acharam deste projeto????
Abraço,
Vanessa.

Nenhum comentário: