22 de jan de 2012

Gallaudet University (Parte 2)

Olá pessoal,

Como estão curtindo as férias?
Hoje vou continuar nossa conversa sobre a Gallaudet University! 

Como eu disse no post anterior, meu primeiro conhecimento sobre a Gallaudet foi através do livro "Vendo Vozes", de Oliver Sacks. A terceira parte do livro foi escrita a partir da revolta dos estudantes em março de 1988. A partir das notícias de jornais e da imprensa a partir da revolta, Sacks escreveu um artigo que teve muita repercussão, chamado "The revolution of the Deaf" (= a revolução dos Surdos), que pode ser acessado inteiramente aqui, publicado em inglês no "The New York Review of Books", naquele mesmo mês, dia 09. Ele fala no artigo que os protestos de Gallaudet estavam estampados em várias revistas e jornais (para ler a reportagem do The New York Times daquele dia, clique aqui). O protesto era para que a universidade tivesse um reitor surdo, como nunca havia tido antes.O protesto tinha como lema "Deaf president now", ou seja, "Diretor Surdo Agora", pois os estudantes queriam o direito de serem dirigidos por alguém que compartilhasse de sua mesma cultura, experiências, língua, algo que só um surdo poderia fazer, genuinamente.

Protesto em Gallaudet, 1988

A respeito dos protestos, Sacks escreveu:
"Muitas revoluções, transformações e tomadas de consciência ocorrem como resposta a circunstâncias imediatas (e intoleráveis). O que se destaca tanto na greve de 1988 do Gallaudet é a sua consciência histórica, o senso de profunda perspectiva histórica que a molda. Isso ficou evidente no campus; " (Vendo Vozes, pg. 114).

E hoje, quais são as lutas que a comunidade surda ainda precisa empreender?

Referência:
Linha do tempo da história dos surdos: http://www.pbs.org/wnet/soundandfury/culture/dhpop/popup22.html

Nenhum comentário: