2 de dez de 2011

Promoção de Natal!


Olá queridos!

O Vendo Vozes quer agradecer a todos os leitores e colaboradores por ter nos acompanhado em mais um ano. O primeiro presente foi o novo layout, criado pelo Bruno Pires, o que acharam???

O segundo é um exemplar do livro "Surdos Qual Escola?", Organizado pela Professora Nídia Regina L. de Sá.
O livro saiu este ano, pela Editora Valer e Editora da Universidade Federal do Amazonas, e foi oferecido pela Profa. Dra. Maria Cecília Moura, uma das autoras do livro. Abaixo vocês tem um release do livro e uma lista de todos os artigos e autores, que juntos compõe este livro de 300 páginas!


Artigos e Autores:

Organizadora: Profa. Dra. Nídia Regina Limeira de Sá – UFAM/AM





  1. Escolas e classes de surdos: opção político-pedagógica legítima. Profa. Dra. Nídia Regina Limeira de Sá – UFAM/AM
  2. A ameaçada escola de surdos - Profa. Msc. Shirley Vilhalva – FNDE/UFSC/SC
  3. Sobre a falácia de tratar as crianças ouvintes como se fossem surdas, e as surdas como se fossem ouvintes ou deficientes auditivas: pelo reconhecimento do status linguístico especial da população escolar surda. Prof. Dr. Fernando C. Capovilla – USP/SP
  4. A performatividade em educação de surdos - Profa. Dra. Gladis Perlin – UFSC/SC e Prof. Dr. Wilson Miranda – UFSM/RS
  5. O difícil são as palavras: discursos e práticas na escolarização de jovens a adultos surdos. Profa. Dra. Wilma Favorito – INES/RJ
  6. Educação de surdos: entre a realidade e a utopia. Profa. Msc. Emiliana Faria Rosa – UNIPAMPA/RS
  7. A escola bilíngue para surdos: uma realidade possível - Profa. Dra. Maria Cecília Moura - FACHS e PUC/SP
  8. A centralidade da língua para os surdos: pelos espaços de convivência e uso da Libras – Profa. Msc.Larissa Silva Rebouças – UFS/SE e Prof. Msc. Omar Barbosa Azevedo – UFBA/BA
  9. O contexto da sala de aula inclusiva e a educação da criança surda - Profa. Dra. Thereza Bastos – UFRB/BA
  10. Estudantes surdos na escola regular: análises de surdos. Profa. Msc. Jane Lindoso Brito – UEA/AM e Profa. Dra. Nídia Regina Limeira de Sá – UFAM/AM
  11. Na escola de surdos: o teatro como construtor identitário e cultural– Profa. Msc. Rosejane da Mota Farias - UFAM/AM e Profa. Dra. Nídia Regina Limeira de Sá – UFAM/AM
  12. Aulas de música em classes de/com surdos? – Profa. Dra. Nídia Regina Limeira de Sá – UFAM/AM
  13. Escola de surdos: um espaço negado. Profa. Dra. Arminda Rachel Botelho Mourão - UFAM/AM e Profa. Msc. Joab Grana Reis – UEA/AM
  14. Pela estimulação precoce em libras para crianças surdas: testemunho de um pesquisador - Prof. Msc. Omar Barbosa Azevedo –UFBA/BA
  15. A inclusão da pessoa com deficiência - Prof. Dr. José Salomão Schwartzman – Universidade Mackenzie/SP
  16. Carta aberta de Kristina Svartholm - Sobre escolas especiais para surdos – Profa. Dra. Kristina Svartholm (Universidade de Estocolmo) e Profa. Dra. Maria Cecília Moura (FACHS e PUC/SP)
  17. Carta Aberta ao MEC – Profa. Dra. Nídia Regina Limeira de Sá – UFAM/AM
  18. Carta de F. Capovilla ao Ministro da Educação – Prof. Dr. F. Capovilla – USP/SP
  19. Carta de Salvador: A educação que nós, surdos, queremos e temos direito – Comunidade Surda/BA

Como participar???

1. Clique em "comentários", aqui abaixo, e responda: "Qual a escola você quer para os surdos?"
2. Inclua seu nome e e-mail.
3. Pronto, está participando. Envie quantos comentários quiser, mesmo quem já foi sorteado em promoções anteriores. O sorteio será dia 26 de dezembro! Divulgue e participe.
Abraço, Vanessa.

26 comentários:

Roseli disse...

Que escola eu quero para os surdos?? Uma escola bilingue como a que teremos a partir de 2012 na PMSP, através do decreto assinado dia 10/11 que transforma as escolas de surdos da prefeitura de São Paulo em escolas Bilingues para surdos. Essa escola que eu quero e é nessa escola que eu vou trabalhar.

Mariana Hora disse...

Eu quero Escolas Bilíngues para Surdos.
São escolas que usam a Libras como língua de instrução, os surdos tem direito a vivevênciar uma educação de qualidade com um abiente linguístico saudável!

Sou militante do movimento nacional que neste ano de 2011 lutou bravamente pra defender a educação de surdos como acreditamos que é melhor para surdos!

Mariana Marques da Hora

Pedro Witchs disse...

Eu quero a escola bilíngue para surdos!

Pedro Henrique Witchs
pwitchs@gmail.com

Mariana Hora disse...

Eu quero Escola Bilíngue para Surdos!

São escola que usam a Libras como língua de instrução e oferecem aos alunos todos os conteúdos necessaários para sua formação educacional básica e para o fortalecimento de sua identidade surda.

Os surdos brasilleiros devem ter esse direito à educação de qualidade respeitado!

Sou militante do movimento que durante este ano de 2011 lutou bravamente para que o governo reconheça e respeito o direito do surdo à educação bilíngue.

Mariana Marques da Hora
marimhora@gmail.com

jaque disse...

Qual a escola você quer para os surdos?
Uma escola bilíngue onde os professores tenham fluência em libras para que possam passar o significado do conhecimento para os surdos em sua primeira linguagem. Pois assim esses profissionais preparados poderão viabilizar possibilidades de ensino-aprendizagem e teriam êxito na realização da construção da autonomia deste aluno.

Jaqueline Rosa
jaorisa@yahoo.com.br

surdos juruti disse...

a escola que desejo deve ser definitivamente...DIFERENTE...

surdos juruti disse...

A escola que desejo para os surdos deve ser definitivamente...DIFERENTE..

Flaviane Reis disse...

Uma escola bilingue para surdos, quero essa escola porque esse é um espaço transformadora, trangressora, inovadora para os surdos adquirem a sua aquisição de língua como a primeira língua, deixar os surdos sentirem á vontade, sentindo de igual para igual, até deixar nos construir uma nova identidade, uma nova cultura, do além, assumir de ser identidade surda diante da inclusão social. Com esse espaço, creio que os surdos podem desenvolver um cognitivo quanto aos ouvintes enquanto entrar precoce nessa língua de sinais, isso é um sinal que deve ser educação bilingue para surdos. VIVA Á EDUCAÇÃO BILINGUE PARA SURDOS!
Flaviane Reis - flavianereis@yahoo.com.br

Jana Hair* disse...

Qual a escola você quer para os surdos?

A escola que queremos, tanto para surdos como para ouvintes, é uma escola em que o espaço proporcione condições para que seus alunos sejam agentes de transformação social, possam pensar realidade e práticas, enfim, uma escola de fazeres democráticos. No caso dos surdos, essa realidade só é possível em um ambiente bilíngue e é essa escola que desejo para os surdos.

Janaina Cabello
cabello.jana@gmail.com

Fernanda Falkoski disse...

Uma escola de surdos deve ser com a qualidade em primeiro lugar. Penso que a melhor opção seria e é na verdade, uma escola bilíngue, onde seja trabalhada primordialmente a sua língua, ou melhor, a língua que mais faz sentido para esses sujeitos. Que continuemos nessa batalha por escolas de quailidade.

Entre o Sinal e a Palavra disse...

Uma escola que respeite as diferenças linguísticas do surdo, que proporcione aprendizagem significativa e real garantido o direito de aprender tudo o que é para todos e aprender a ser....ser cidadão!

thaisybsa@gmail.com

Entre o Sinal e a Palavra disse...

Uma escola que respeite a diferença inguística dos surdos e ofereça educação de qualidade ensinado de forma significativa e real para que o surdo aprenda a aprender e a ser...ser cidadadão!

alessandra fonseca disse...

quero uma escola que seja significativa para todo educando!!!!!
"um dos problemas na minha opinião, é a confusão que se faz entre democracia e tratamento igualitário. Quando um surdo é tratado da mesma maneira que um ouvinte, ele fica em desvantagem. A democracia implicaria, no respeito às peculiaridades de cada aluno – seu ritmo de aprendizagem e necessidades particulares" (Skliar (1998, p.37):).alessandra alesfio05@hotmail.com

Rosane Lucas disse...

EU QUERO ESCOLA BILÍNGUES PARA SURDOS.
Rosane Lucas de Oliveira
rosanelucasdeoliveira@yahoo.com.br
Belo Horizonte-MG

Brisa disse...

Uma Escola que valorize a língua de sinais como primeira língua e como eixo fundamental de toda a metodologia.

auraferreira@gmail.com

Thaís Araujo disse...

Acima de uma uma escola bilingue, eu quero uma escola que tenha profissionais qualificados e que conheçam a cultura surda e procurem participar das comunidades surdas. Para com eles interagir e trocar experiências para que haja sempre uma melhora no ensino prestado. Pois, de nada adianta termos um espaço físico maravilhoso e um bilinguismo, se não temos profissionais com o compromisso de fornecer um serviço de excelência.
Thaís Araujo - thaisca@bol.com.br

bem disse...

Qual a escola você quer para os surdos? Eu quero uma Escolas Bilíngues para Surdos.

bem disse...

Eu quero uma Escola Bilíngue para Surdos.

Robevaldo Correia dos Santos.

Andreia Genú disse...

Assim como alguns já comentaram, também quero uma escola Bilíngue, seria o ideal para o surdo ter Libras como primeira língua, aprender conteúdos outrora perdidos pela dificuldade com a língua portuguesa, mas, tenho minhas preocupações,será que teremos profissionais suficiente qualificados para essas escolas? Bem!já temos até uma lei assinada o que é um avanço, más aonde estão os profissionais? Acabo de perder a chance de fazer um curso de pós graduação excelente "Formação de professores para surdos" porque a universidade não conseguiu formar turma.
dedeia63@gmail.com

Juliana Pokorski disse...

Eu desejo uma escola realmente bilíngue, na qual a Libras seja vista como a língua primeira, e esteja inserida com qualidade não só no currículo como na prática de todos professores.

Juliana Pokorski
juamarafa@terra.com.br

Leandro disse...

Eu quero escolas Bilíngues para surdos para que eles(as) possam capacitar e ter sua própria inclusão social.
Leandro Alves
leandroletrasunb@gmail.com

Allice Narcoléptica disse...

Eu quero uma escola bilíngue, onde os surdos possam se fazer sujeito da sua aprendizagem e mostrar a todos que são capazes de muito mais do que eles imaginam.
Fabíola Lima
lima_fabiola@yahoo.com.br

Allice Narcoléptica disse...

Eu quero uma escola bilíngue, onde os surdos possam se fazer sujeito da sua aprendizagem e mostrar a todos que são capazes de muito mais do que eles imaginam.
Fabíola Lima
lima_fabiola@yahoo.com.br

GEANE disse...

Também quero uma escola bilingue para os surdos, mas não só isso: quero uma equipe competente, que saiba lidar não só com a língua, mas também com a cultura e com a identidade dos surdos. A possibilidade de trazer os ouvintes como co-participantes nessa escola (amigos, familiares). Sim, é essa a escola que quero!

Nágib disse...

Que escola eu quero para surdos? Uma escola que apresente políticas linguísticas voltadas para a inclusão legítima desses sujeitos. Dessa forma, a escola será, de fato, uma escola bilíngue e multicultural.


Abraços

Evelyn disse...

Eu gostaria de uma escola bilingue...mas tbem uma escola que respeitasse os surdos...que tivessem professores e profissionais preparados para receber alunos com NE...uma escola que acima de tudo respeite as diferenças, em que tanto os alunos surdos como alunos ouvintes possam conviver harmoniozamente e que uma deficiencia seja ela qual for nao seja impedimento de convivencia ou de comunicaçao...!!Os surdos assim como qualquer NE(portador de nescessidades especiais) tem direito a educaçao de qualidade e excelencia!!!