14 de out de 2011

Materiais sobre surdos durante o nazismo

Olá pessoal!

Durante minhas pesquisas na internet, encontrei alguns materiais bem interessantes sobre as pessoas surdas durante o nazismo, um capítulo pouco conhecido do Holocausto. O nazismo, estruturado por  Adolf Hitler, líder do partido Nacional-Socialista, que ascendeu ao poder na Alemanha de 1933 a 1945,  ficou associado principalmente ao Holocausto (genocídio dos judeus). No dia 1º de setembro de 1939, foi criado um programa de extermínio pelos nazistas que visava a eliminação de doentes incuráveis, idosos senis, deficientes físicos e doentes mentais.

Para quem se interessar em saber mais sobre o assunto, assim como sobre a história dos surdos, trago algumas indicações de materiais:

Deaf people in Hitler's Europe
(Pessoas surdas na Europa de Hitler)

É uma coletânea de livros produzida a partir de uma conferência ocorrida na Universidade de Gallaudet em 1998. O material está em inglês, e editado pela editora da mesma universidade. Para maiores informações, clique aqui! 





Surviving in silence: 

a deaf boy in the Holocaust
(Sobrevivendo no silêncio: um menino surdo no Holocausto)



O livro narra a história do menino Izrael Zacharian Deutsch, um menino surdo e judeu, nascido em 1934 na Tchecoslováquia, que sobreviveu ao Holocausto, mas perdeu seus pais nesta tragédia. Para saber mais, clique aqui.


Ingelore

Documentário sobre Ingelore Herz Honigstein, uma mulher surda judia nascida na Alemanha. Sua primeira palavra foi aos 6 anos de idade e conclui sua primeira sentença aos 12. Ela mostra uma perspectiva única sobre os eventos que levaram ao Holocausto e sua fuga para a América. Sua história inclui um estupro brutal por cadetes nazistas, uma espécie de médico que realiza um aborto ilegal em 1940, e suas lições de liberdade pessoal. O documentário foi dirigido pelo filho de Ingelore, Frank Stiefel, que decidiu registrar a história de sobrevivência da mãe para transmiti-la a seus filhos e à comunidade surda.
Abaixo, o trailer do documentário.



Para saber mais sobre o filme, clique aqui.


Referências:
Colaboração Bruno Pires.

O que você achou deste post?

Abraço a todos!
Vanessa

Nenhum comentário: