27 de dez de 2010

Cursos para 2011: Região SUDESTE. Programe-se!!!

Cursos para 2011 na região Sudeste:

  • A Associação Educacional para Múltipla Deficiente oferece o curso de capacitação na área da surdocegueira "Formação de Guia Intérprete", entre 17 e 22 de janeiro de 2011. É necessário que o participante tenha, pelo menos, o nível básico de LIBRAS, e as aulas serão em São Paulo (SP) na Vila Mariana. Maiores informações acesse o folder do curso.

  • A DERDIC (Divisão de Educação e Reabilitação dos Distúrbios da Comunicação) da PUC-SP está com matrículas abertas para os cursos de LIBRAS, em vários bairros de São Paulo (SP), até 18/02/2011. Para saber mais informações sobre documentação necessária e locais das aulas, acesse o site do núcleo, clicando aqui!

  • O instituto SELI, em parceria com a UNINTER, está oferecendo diversos cursos de especialização, entre eles, "Especialização em LIBRAS e Educação para Surdos", "Agente Bicultural: Docente e Intérprete", "Educação Especial e Inclusiva" e "Tecnologias Assistivas na Educação Inclusiva". Para saber mais, acesse o site.
Quer divulgar mais cursos para 2011 na região sudeste? Escreva para blogvendovozes@gmail.com
Abraço
Vanessa!

26 de dez de 2010

Pesquisa revela avanços e desafios na inclusão social de pessoas com deficiência

Pessoal,
Encaminho a vocês uma reportagem feita pela TV Senado a respeito de uma pesquisa que o Senado realizou para saber a opinião de pessoas com deficiência sobre suas condições de vida. É uma pena que o vídeo que acompanha a reportagem não corresponda a esse processo inclusivo que tanto é reclamado nela, pois o mesmo não possui legendas, não é bastante contraditório? O link para a reportagem é este, e para ter acesso ao texto integral da pesquisa, clique aqui. Para comentar sobre a pesquisa à TV Senado, escreva um e-mail para:sepop@senado.gov.br (o que eu vou fazer para reclamar sobre a falta de legendas). Também existe uma página chamado "Alô Senado: Cidadania para pessoas com deficiência", onde você pode dar sugestões sobre projetos de leis para beneficiar as pessoas com alguma deficiência. Para acessá-la, clique aqui.

Pesquisa revela avanços e desafios na inclusão social de pessoas com deficiência
O compromisso existe e é internacional, assinado por todos os países que ratificaram a Convenção da ONU sobre Direitos das Pessoas com Deficiência. Os resultados das políticas públicas para sua inclusão social, no entanto, variam muito. Pesquisa inédita do DATASENADO, de âmbito nacional, fez um amplo balanço dos avanços e desafios para assegurar cidadania das pessoas com deficiência, na voz dos próprios interessados. Para 57% dos entrevistados, a vida das pessoas com deficiência está melhor, mas 77% acham que seus direitos ainda não são respeitados no país.
A pesquisa realizou 1.165 entrevistas e a amostra foi subdividida em três categorias: pessoas com deficiência física (759), visual (170) e auditiva (236). Essa proporção levou em conta o cadastro do Instituto Brasileiro dos Direitos das Pessoas com Deficiência (IBDD), organização não-governamental com sede no Rio de Janeiro e atuação nacional na promoção da inclusão social desses segmentos da sociedade. Os dados foram coletados entre os dias 28 de outubro e 17 de novembro de 2010. Os resultados têm margem de erro de 3%.
Na avaliação de 59% dos participantes do levantamento do DATASENADO, o preconceito em relação às pessoas com deficiência está diminuindo. Para 38%, o maior desafio ainda é a inclusão no mercado de trabalho. A pesquisa apurou que 55% dos entrevistados realizam algum trabalho remunerado, sendo que 71% estão empregados em empresas privadas, 15% são funcionários públicos e 15% autônomos. As pessoas com deficiência auditiva são as mais empregadas (67%), seguidas por aquelas com deficiência física (54%) e visual (41%). Para 52%, a legislação existente sobre o mercado de trabalho (Lei de Cotas) torna mais fácil a contratação de quem tem deficiência. A discriminação no ambiente de trabalho, por outro lado, é apontada como uma realidade, frequente ou pelo menos parcial, por 43% dos entrevistados.
Quando o tema é a educação, 51% das pessoas com deficiência entendem que o próprio adolescente deveria escolher a escola onde estudar. Se pudessem escolher, 69% dos entrevistados optariam por uma classe comum em uma escola regular. Mas as diferenças entre tipos de deficiência ficaram muito claras: para 77% das pessoas com deficiência física, a classe comum em escola regular seria melhor; mas a escolha muda quando são pessoas com deficiência auditiva (58%) e visual (54%). As críticas à falta de capacitação dos professores foram feitas por 38% dos respondentes (48% entre deficientes auditivos). As instalações físicas não adaptadas foram apontadas por 33% (40% entre os deficientes físicos), ao passo que 21% dos deficientes visuais queixaram-se de material de ensino inadequado.
No campo da informação, 68% dos entrevistados pelo DATASENADO apontaram a TV como melhor meio para comunicar-se com as pessoas com deficiência, enquanto 77% apontaram a internet como principal meio para a busca de informações. Para 54%, as leis sobre o acesso da pessoa com deficiência à informação ainda são insuficientes.
A questão da mobilidade urbana, por outro lado, apareceu como mais um ponto de grandes queixas, por parte das pessoas com deficiência. No caso da adaptação dos prédios, 64% acham que a minoria dos edifícios públicos está adaptada (66% no caso dos estabelecimentos comerciais). Ruas e calçadas adaptadas também são franca minoria, na avaliação de 52% dos participantes da pesquisa. No caso do transporte público, um empate: 43% acham que ele atende bem a pessoa com deficiência e outros 43% que não.
Quando o tema é lazer, a pessoa com deficiência quer integração, as mesmas atividades de recreação, mas em ambientes adaptados: 35% pedem a adaptação e 31% reivindicam mais opções de lazer. Por falta de recursos de acessibilidade, 64% das pessoas com deficiência física lamentaram não ter condições de praticar esportes (51% no segmento de deficientes visuais), 25% das pessoas com deficiência auditiva disseram não poder ir ao teatro e 23% das pessoas com deficiência visual deixaram de ir ao cinema.
O planejamento da pesquisa "Condições de vida das pessoas com deficiência no Brasil" levou o DataSenado a estudar meios para assegurar plena condição de resposta às pessoas, independente de sua deficiência. Assim, o questionário telefônico foi aplicado para que tem deficiência física ou visual. E um questionário eletrônico foi desenvolvido especialmente para as pessoas com deficiência auditiva. As perguntas escritas foram redigidas a partir de pressupostos lingüísticos específicos para pessoas com deficiência auditiva. E todas essas questões foram também apresentadas por meio da Língua Brasileira de Sinais (Libras), disponibilizadas em vídeo. Esses vídeos foram elaborados pela TV Senado, com apoio da equipe de intérpretes de Libras do Senado Federal.

23 de dez de 2010

Revista Nova Escola traz dicas de como incluir alunos surdos

Fiquei muito contente ao abrir minha caixa de mensagens hoje e receber, na newsletter da Revista Nova Escola uma lista de links de reportagens da mesma sobre como incluir alunos surdos.
O período de planejamento do ano letivo é importantíssimo para o sucesso de nosso trabalho, como professores, durante o ano, e pensar essas questões desde já pode ajudar nesse planejamento, seja para você que já sabe que terá aluno(s) surdo(s) incluído(s) em sua turma - como eu, por exemplo - ou para quem ainda não pensou nisso, mas sabe que pode acontecer!
O site da Nova Escola traz, então, dicas para várias áreas. Clica nos links e confira:
Se você quer receber em seu e-mail notícias da revista Nova Escola, clique aqui e cadastre-se.

22 de dez de 2010

Cursos para 2011: Região Sul - Programe-se!

Olá pessoal
Nesta época de final/início de ano, normalmente traçamos nossas metas e projetos para o ano que vai começar. Se nos seus planos está fazer um curso de LIBRAS ou alguma capacitação para educação especial, por exemplo, o Vendo Vozes traz algumas indicações de cursos que já estão com inscrições abertas ou programados, para você poder conferir e decidir qual o melhor.
Para contemplar todos os leitores (ou, pelo menos, a maioria), separei os cursos pelas regiões do país, e vou começar pela região SUL.

SUL 

  • O UNILASALLE (Canoas, RS) está com uma programação de cursos para 2011 bem interessantes. Embora as inscrições só estarão abertas em Fevereiro, no site da extensão  já é possível conferirmos as opções. Destaco os cursos de LIBRAS I  e II com início em Março/Agosto, Capacitação na Área da Educação Especial: Transtornos Globais do Desenvolvimento e Capacitação de Professores em Educação Especial/Deficiência Visual que iniciarão em Maio, Preparação para Instrutores de LIBRAS, que iniciará em Setembro e Ensino de Língua Materna e Literatura (outubro).
  • O IPA (Porto Alegre, RS) também está com inscrições abertas para cursos de LIBRAS em 2011, com início em Março. O Período de inscrição: 15.12.10 à 16.03.11, com valor da Taxa de Inscrição: R$ 20,00 e Valor do Curso: R$ 180,00 (ótimo!!!) Maiores informações pelo site do curso.
  • Indepin (Porto Alegre, RS) também oferecerá curso de LIBRAS a partir de março de 2011. Aos aulas serão aos sábados pela manhã, e as turmas serão bem reduzidas (máximo 12 pessoas por turma). R$ 107,00 por cada módulo de 60h. Acesse a página e confira.
  • Em Santa Catarina, uma das opções para estudar LIBRAS, se você reside em Joinvile, é a Escola Via Brasil, que oferece os níveis básico, intermediário e avançado. As informações sobre o curso podem ser acessadas neste site.
  • Pensando em fazer uma especialização? O Programa de pós-graduação da Faculdade de Educação da UFRGS (Porto Alegre, RS) está com inscrições abertas, até 15/01, para o curso de especialização "Educação especial e processos inclusivos". Interessados podem acessar a página do curso e obter todas as informações.
  • Outra ótima opção em especialização é o curso de Educação Especial oferecido pela Faculdade de Educação da UNISINOS (São Leopoldo, RS). As inscrições para o curso podem ser feitas através do site, até o dia 10/03 de 2010.
  • O Instituto Paranaense de Ensino estará realizando, a partir de Março de 2011, em Maringá (PR), o curso de especialização "LIBRAS: Educação Bilíngue para Surdos", com docentes que são referência na área em todo o país. As aulas ocorrerão duas vezes por mês aos sábados, e você pode obter todas as informações sobre o curso pelo site próprio.
  • E se seu desejo para este ano é se formar como um tradutor/intérprete profissional de LIBRAS, a PUCPR (Paraná) também oferece essa opção, em cursos que começarão em fevereiro/2011, nos turnos tarde ou noite. Para conferir as especificações, clique aqui.
E se você conhece mais opções para cursos semelhantes a estes que ocorrerão em 2011 na região SUL, escreva para nós: blogvendovozes@gmail.com.
Próximo post: cursos EAD.

Abraços a todos!
Vanessa

21 de dez de 2010

Divulgando: VAGAS na ULBRA

Encaminhando anúncio recebido por e-mail. Sugira esse post caso você conheça alguém que se encaixe nesse perfil!
Abraço
Vanessa!

18 de dez de 2010

Novo curso: "Ensino de Língua Portuguesa para Surdos: tópicos avançados" (2011/1)

Olá pessoal!
Já estão abertas as inscrições para o próximo curso que vou oferecer na UNISINOS Virtual: Ensino de Língua Portuguesa para Surdos: tópicos avançados. O curso foi pensado como continuação para aqueles que já fizeram o curso "Introdução ao Ensino de LP para surdos", seja na modalidade presencial ou a distância, e pediam por uma continuação do curso, para podermos aprofundar mais nossas discussões sobre o assunto. Também é voltado para aqueles que já possuem esses conhecimentos básicos, e querem, também, fazer esse intercâmbio de leituras e ideias.
Pois bem, esse novo curso vai ser na modalidade a distância, através da Plataforma Moodle, da UNISINOS Virtual, e vai ocorrer entre 07/04/2011e 08/06/2011, com 40 horas de duração. O participante poderá escolher  entre as quintas-feiras à noite OU os sábados pela manhã para participar dos chats do curso, que abordará assuntos como O ensino de LP para surdos em diferentes contextos: ensino fundamental, ensino médio e ensino superior; Ensino de Língua Portuguesa na educação inclusiva; O uso de tecnologias da informação no ensino de LP/S; Sequências didáticas de gêneros textuais no ensino de LP/S, entre outros!
Para saber mais sobre o curso e se inscrever, acesse a página do curso AQUI.

Vamos divulgar???

Abraços a todos, aguardo dúvidas e comentários.
Vanessa.

17 de dez de 2010

Inclusão

Olá pessoal
Estou com pouco tempo para atualizar o blog, mas já já começam as férias, e aí poderei postar com mais frequência. Bom, gostaria muito que além das temáticas que abordamos, que é a educação de surdos, a língua de sinais e a cultura surda, pudéssemos ampliar nossas conversas para assuntos como a inclusão e acessibilidade, já que estes são indissociáveis da vida do surdo, e quem é preocupado com a integração do surdo na sociedade não pode fechar os olhos para outros excluídos dela, seja devido a suas limitações físicas, de comunicação, financeira, cultural, ou outros motivos, vocês concordam?
Pensando nisso, começo indicando um material do MEC, de 2006, chamado "Experiências educacionais inclusivas" (CLIQUE AQUI PARA BAIXAR) que trazem relatos de experiências de inclusão em várias escolas do Brasil. 
Depois desta indicação, que espero que seja útil para todos, fica a pergunta: a escola brasileira pode ser PARA TODOS? O que vocês acham?
Fonte: http://frasesilustradas.wordpress.com

4 de dez de 2010

Agenda: Primeira semana de dezembro (2010)

PROGRAME-SE!
  • Na segunda-feira, dia 06/12 ocorre a defesa do TCC em Letras da queridíssima Laura A. Kümmel Frydrych. Título do trabalho: "Transcrição da interpretação para Libras: aspectos enunciativos", e tem a orientação da profª Drª Luiza Milano Surreaux (Letras/UFRGS). A banca examinadora é composta pelo profº Dr. Valdir do Nascimento Flores (Letras/UFRGS) e pela profª. Drª Lodenir Becker Karnopp (Faced/UFRGS). Será às 15h, na sala 205 do prédio administrativo da Letras (no Campus do Vale) - UFRGS - Porto Alegre/RS. Todos estão convidados!!! E parabéns, Laura, boa sorte!
  • Na sexta-feira, 10/12, palestra na Assembléia Legislativa (RS) - ver cartaz abaixo:

Quer divulgar algum evento? Escreva para vanessadagostim@gmail.com

Abraços!