31 de mar de 2009

Transcrição de Línguas de Sinais

Olá pessoal
Quando se faz um estudo científico que envolva usuários de Línguas de Sinais, a transcrição deles é sempre um desafio. Abaixo exemplifico alguns sistemas de transcrição, manuais ou informatizados, e no final do post as bibliografias utilizadas e links para copiar estes arquivos.
Em estudos feitos no Brasil onde a utilização de sistemas de transcrição de LS foi necessária, encontramos basicamente dois tipos de sistemas: o Sistema de Transcrição em Sinais, exposto por Quadros e Karnopp (2004) e o Sistema de Notação em Palavras, desenvolvido e utilizado pela Federação Nacional de Educação e Integração de Surdos (FENEIS). Levando em conta alguns fatores, como a necessidade de um sistema simples e de fácil compreensão para não-usuários de LS, este trabalho baseia-se na escolha adotada por Maria do Socorro Correia Lima (2004) em sua tese de doutorado. A autora explica que utilizou na pesquisa apenas uma parte do Sistema de Notação em Palavras, para efeito de simplificação, e também discorre que este se denomina assim porque as palavras de uma língua oral (no caso, Língua Portuguesa) serão utilizadas para representação aproximada dos sinais da LIBRAS.
Simplificadamente, o Sistema de Notação em Palavras funciona assim:
· Os sinais em LIBRAS, para efeito de simplificação, são representados por itens lexicais do português em letras maiúsculas. Exemplos: BRINCADEIRA, ESCOLA, SURDO.
· A datilologia (alfabeto manual), que é utilizada para expressar nome de pessoas, de localidades e outras palavras que não possuem um sinal específico, é representada pela palavra separada por hífen. Exemplos: E-S-C-O-V-A-R, M-I-S-S-Ã-O.
· Para os sinais não manuais (expressões facial e corporal) que são realizados simultaneamente com um sinal, para simplificação, são utilizadas, para a representação de frases nas formas exclamativas e interrogativas, os sinais de pontuação usados na escrita de línguas orais, ou seja: !, ? e !?.
· A língua oral, que é utilizada pelos sujeitos investigados (professora ouvinte, pesquisadora ouvinte, alunos surdos), é representada em letra minúscula e escrita em itálico.
· Os comentários explicativos utilizados no decorrer da transcrição tanto dos sinais como das falas, são representados em letra minúscula entre parênteses.
· A pantomima[1] é representada em letra maiúscula, escrita em negrito
e em itálico.
· A mímica[2] é representada em letra maiúscula, escrita em negrito.
· A tradução da língua de sinais é representada entre colchetes.

Na língua de sinais não existem desinências para gêneros (feminino e masculino) e número (plural), portanto, o sinal, representado por palavra do português e que possui estas marcas, recebe o símbolo @ para demarcar a idéia de ausência e não causar confusão quanto a estes aspectos. Exemplos: meu@ (meu[s] e minha[s]), amig@ (amigo[s] e amiga[s]), fri@ (frio[s] e fria[s]). As marcas de plural podem ser visualizadas através da repetição do sinal, e a representação será feita por um sinal de mais localizado no lado direito do sinal que está sendo repetido. Exemplos: CASA+, ÍNDIO+.
McCleary e Viotti (2007) listam algumas ferramentas que possibilitam a transcrição de dados em LS de maneira informatizada, onde é possível visualizar gravações de vídeo e realizar anotações simultaneamente, como o ANVIL (Annotation of vídeo and language data), ELAN (EUDICO Language Annotator), CLAN (Computerized Language Analysis), SIGNSTREAM e TRANSAMA. No Brasil, o ELAN[3] tem sido utilizado com sucesso em pesquisas onde a transcrição detalhada da LIBRAS é fundamental.

[1] Representação de uma história exclusivamente através de gestos, expressões faciais e movimentos, especialmente no drama ou na dança; mímica. A arte de representar exclusivamente por meio de movimentos corporais (Lima, 2004, p.114).

[2] A gesticulação que acompanha a fala oral (Lima, 2004, p.114).

[3] “Criado pelo Instituto Max Planck de Psicolingüística especificamente para análise lingüística, está sendo desenvolvido junto a um grupo de pesquisadores de línguas de sinais. Permite múltiplas trilhas customizáveis para anotações e vídeos simultâneos. Distribuído gratuitamente para plataformas PC, Mac e Unix. Sítio: ” (McCleary Viotti, 2007, p.18).
BIBLIOGRAFIA

25 de mar de 2009

Concursos no RS

Oi pessoal
Quero aproveitar para divulgar algumas oportunidades, fiquem atentos!
  • Professor Assistente da Carreira do Magistério Superior da Fundação Universidade Federal do Pampa; CAMPUS: Bagé ÁREA DE CONHECIMENTO: Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS VAGA(S): 1 (uma); CLASSE/ REGIME DE TRABALHO: Assistente /40 Horas DE REQUISITOS: (1) Mestrado em Libras, Educação ou Letras; e (2) Licenciatura em Letras: Libras ou em Letras: Libras/Língua Portuguesa como segunda língua. Caso o(a) candidato(a) não tenha título de graduação ou de pós-graduação (Mestrado ou Doutorado) em Libras, poderá ter: (1) Mestrado em Letras ou em Educação; e (2) Licenciatura em Pedagogia ou em Letras, comprovando também um dos seguintes perfis: (a) professor de Libras, (b) instrutor de Libras, ou (c) professor ouvinte bilíngüe: Libras - Língua Portuguesa, sendo todos usuários dessa língua e com certificado de proficiência em Libras, obtido por meio de exame promovido pelo Ministério da Educação. OBSERVAÇÃO: Neste concurso, terão prioridade pessoas surdas (em atenção ao Art.7º, § 1º do Decreto nº 5.626, de 22/12/2005). Maiores informações: http://www.unipampa.edu.br/portal/dmdocuments/Edital08_2009_concurso_docente.pdf
  • Professor de Educação Especial - Prefeitura de Cachoeirinha/RS - Deficiência Auditiva - 01 vaga -Curso de Licenciatura de Graduação Plena, com habilitação em Educação Especial na área de Deficiência Auditiva.20 horas 947,92 - Maiores informações: http://www.objetivas.com/concurso_new/detalhe.php?id=385

18 de mar de 2009

Babá eletrônica que vibra



Olá pessoal,


Frequentemente, nós, ouvintes, paramos atividades comuns do dia-a-dia e nos fazemos a seguinte pergunta: "como pessoas com alguma necessidade especial consegue fazer isso"? Ao pensarmos na comunidade surda, quem não tem contato com surdos talvez fique em dúvida sobre como eles conseguem se comunicar a distância, telefonar, utilizar um despertador, a campainha da porta da casa, como conseguem saber se seu bebê que está em outra parte da casa está chorando ou não... Muitas empresas têm desenvolvido produtos que facilitem essas atividades para os surdos, e gostaria de mostrar no blog alguns deles.


Hoje quero mostrar a babá eletrônica que vibra, uma idéia simples e que já existe há algum tempo e que pode facilitar a vida de pais surdos. Diferente da babá eletrônica tradicional, que transmite os sons do bebê para um receptor, as babás eltrônicas modernas vêm com outras opções, como a opção vibra call, que vibra quando o bebê estiver chorando ou fazendo algum barulho, e luzes. Infelizmente, elas não são muito baratas!
O modelo da marca Safety 1st vem até com termômetro digital para os pais saberem qual a temperatura no local onde o bebê está, e alcança até 122 metros. Custa cerca de R$ 270,00.
A babá eleltrônica da marca LOVE é bivolt, e tem alerta vibratório, e sai por cerca de R$ 229,00.
Existem as babás eltrônicas que vêm com um dispositivo no colchão do berço, para detectar qualquer movimento do bebê, e se ele não se movimentar por mais de 20 segundos a babá soa um alarme. Essa é da Angelcare, e custa R$ 799,00. Existe também a opção do sensor de movimento separado da babá eltrônica, por um preço mais acessível.
A marca Fisher-Price também possui modelos de babás eletrônicas que vibram e podem ser carregadas junto ao corpo, com uma cinta para prendê-la. Além de vibrar, essas babás eletrônicas também possuem um pequeno painel luminoso, que indica se o bebê está dormindo, ocupado ou chorando. Esses modelos, você pode encontrar com preços a partir de R$ 199,00.

Para maiores informações, abaixo alguns links:

Fisher-Price
Americanas

Bebeweb

16 de mar de 2009

Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa


Olá pessoal!

Estou estudando as novas regras do acordo ortográfico da Língua Portuguesa, e espero começar a postar aqui no blog utilizando-as, hehehe, mas não é muito fácil!

Para quem quiser ter um bom guia dessas novas regras, recomendo que baixem uma versão da Michaelis. O endereço é: http://www.livrariamelhoramentos.com.br/Guia_Reforma_Ortografica_Melhoramentos.pdf

13 de mar de 2009

Cursos no LASALLE - Canoas (RS)

Olá pessoal
Época de divulgar mais cursos na área de educação especial e Língua de Sinais.
  • Tradutor/ Intérprete de LIBRAS - Público-AlvoPessoas ouvintes, com fluência em LIBRAS, Ensino Médio concluído, que atuem ou não como "tradutor/ intérprete informal".Obs.: Aprovados na Banca de Seleção, que ocorrerá no dia 04 de abril de 2009. 400h/a. Maiores informações: http://www.unilasalle.edu.br/canoas/pagina.php?id=1485
  • Cursos de LIBRAS - Níveis 1, 2 e 3 - diferentes horários na semana para cada nível - R$ 305,00 cada curso. Maiores informações: http://www.unilasalle.edu.br/canoas/pagina.php?id=1469
  • Educação Especial/ Deficiência Visual
    Capacitação de Professores em Educação Especial/ Deficiência Visual -ObjetivoCapacitar professores para atendimento de alunos com deficiência visual. Público-AlvoProfessores que atuam ou pretendem atuar com alunos deficientes visuais. Informações: http://www.unilasalle.edu.br/canoas/pagina.php?id=1468

É isso aí, pessoal, tempo de se capacitar!!!

12 de mar de 2009

Dicas de sites e blogs



Olá pessoal


Abaixo algumas dicas legais que valem a pena conferir:




FOTOLIBRAS: É um Projeto de Fotografia Participativa com Jovens Surdos que tem por objetivo utilizar a fotografia como meio de expressão e comunicação, aumentando a visibilidade e inclusão da comunidade surda através da criação e divulgação de fotografias feitas por jovens surdos. Essa foto ao lado faz parte do projeto. Para acessar o site do Fotolibras o endereço é: http://www.fotolibras.org/

Participem, visitem e mandem suas dicas tb! Abração!

3 de mar de 2009

I Seminário de Práticas Pedagógicas em Educação de Surdos

Olá pessoal, divulgo abaixo um evento interessante que ocorrerá em minha cidade natal, Criciúma, em Santa Catarina.

O I Seminário de Práticas Pedagógicas em Educação de Surdos acontecerá no dia 24 de abril de 2009 na Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) em Criciúma.
O seminário pretende ser um espaço de intercâmbio de conhecimentos, experiências e práticas efetivas de sucesso na educação de surdos, oportunizando a socialização do fazer pedagógico e garantido a qualidade do ensino às pessoas surdas.
O evento é organizado pela Pró-Reitoria de Ensino de Graduação, com apoio da Pró-Reitoria de Pós–Graduação, Pesquisa e Extensão e da Coordenadoria de Políticas e Atenção ao Estudante.

1 de mar de 2009

ÊEEEEEEE!

Olá pessoal
Graças a Deus deu tudo certo na defesa da banca na quinta-feira! As professoras convidadas deram contribuições valiosas sobre o trabalho e fiquei muito feliz com o resultado. Quero agradecer a quem foi me prestigiar: Minha mãe Rosiléia, minha sogra Eunice, minha cunhada Vívian, e os amigos: Débora, Rosângela, Luciana, as professoras Cátia e Rove, as intérpretes, o meu novo amigo João, de SP, enfim, a todos agradeço o carinho e a força que me deram!
Abaixo quero mostrar a vocês algumas fotos deste momento tão especial para mim, agora Mestre!!! hehehe


Eu e as professoras da banca: Dra. Ronice Müller de Quadros; Dra. Ana Guimarães (minha orientadora) e Dra. Beatriz Fontana.


Eu e Dra. Ronice.


E e João Paulo, de SP, que ficou sabendo da defesa pelo blog e veio assistir!

Obrigada a todos, espero ter mais notícias em breve! Valeu e ótima semana!