15 de fev de 2008

"Testes de proficiência lingüística em língua de sinais: as possibilidades para os intérpretes de Libras"

Esse é o título da dissertação de mestrado em Lingüística Aplicada a ser defendida pela mestranda e intérprete Maria Cristina Pereira Pires, a Cris, neste mês na Unisinos.

Maiores informações:


46ª Banca de Dissertação

Aluna : Maria Cristina Pires Pereira

Título : "Testes de proficiência lingüística em língua de sinais: as possibilidades para os intérpretes de Libras"

Data : 28 de fevereiro de 2008

Horário : 13h30Local :

Sala 3A 317 - Ciências da Comunicação

Banca : Profª Drª Ronice Müller de Quadros (UFSC)

Profª Drª Ana Cristina Ostermann (UNISINOS)

Profª Drª Cátia de Azevedo Fronza (Orientadora)


Endereço da UNISINOS: Av. Unisinos, 950 - Bairro Cristo Rei - CEP 93.022-000 São Leopoldo - RS - Brasil - http://www.unisinos.br/


Resumo da dissertação:

Esta dissertação de mestrado investiga testagens de proficiência lingüística em língua de sinais que são aplicadas a pessoas ouvintes, intérpretes de língua de sinais, no início de sua vida profissional. Devido à diversidade de instrumentos, procedimentos e concepções do que deve ser avaliado em intérpretes de língua de sinais (ILS), faz-se necessária uma investigação sobre a testagem de proficiência lingüística e a distinção entre proficiência tradutória e certificação profissional, bem como qual o momento adequado de suas aplicações nas diferentes etapas da formação e exercício profissional dos ILS. O embasamento teórico consta da distinção entre proficiência e fluência lingüísticas; a evolução do conceito de proficiência lingüística; testagem lingüística; e um panorama geral sobre tradução e interpretação de língua de sinais. A testagem lingüística de língua de sinais abordada neste estudo inclui aquelas explicitamente denominadas ‘de proficiência’ e as provas de habilitação ou de seleção que contenham em si elementos que caracterizem uma avaliação de proficiência lingüística de língua de sinais, mesmo que não sejam explicitamente nomeadas como tais. Com esse objetivo, foram analisadas duas seleções para cursos de formação de ILS, aplicadas no Rio Grande do Sul, nos anos de 1997 e 2000; o Exame Nacional de Proficiência em Libras do MEC (Prolibras) de 2006 e o Sign Language Proficiency Interview (SLPI) dos Estados Unidos da América (EUA). Para refletir sobre quais as reais competências que deveriam ser testadas em intérpretes de língua de sinais, do ponto de vista dos avaliadores, foi feita uma simulação de seleção de ILS por potenciais avaliadores de bancas, surdos e ouvintes, que assinalaram os atributos que consideraram relevantes, na sinalização, como marcos de proficiência em Libras adequada ao início da vida profissional de um intérprete de língua de sinais e quais os fatores que desqualificam o desempenho lingüístico dos candidatos. A partir dos dados obtidos, são propostas reflexões sobre as possibilidades de aperfeiçoamento dos testes de língua de sinais aplicados atualmente.

Palavras-chave: Língua de Sinais Brasileira – Libras. Testagem lingüística. Proficiência lingüística. Intérprete de língua de sinais.


****** A presença de intérpretes de LIBRAS neste evento dependerá da solicitação de pessoas surdas, ficando sob responsabilidade da UNISINOS. Para maiores informações:

PPGLA - Programa de Pós-Graduação em Lingüística AplicadaUNISINOS - Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Ciências da Comunicação - Fone: (51) 35908476Fax (51) 35908486 www.unisinos.br/ppg/linguistica/



Boa Sorte, Cris, com certeza será um arraso!!!! Tudo de bom!!!

Nenhum comentário: