31 de dez de 2008

Isenção de IPVA para deficientes

Olá pessoal,
Acho que eu já havia mencionado anteriormente sobre os projetos de lei para isenção de alguns impostos para pessoas com deficiência. Para saber mais, como já foi pedido, publico uma reportagem da revista Veja sobre o assunto, com data de 31/12/2008. Para ampliar a imagem, clique sobre ela.

26 de dez de 2008

Curso de LIBRAS intensivo de verão na ULBRA/RS

A Ulbra está com inscrições abertas para o curso de LIBRAS intensivo de verão. As aulas vão de 12 à 31 de janeiro de 2009, com turmas pela manhã, tarde e noite, na ULBRA Canoas.
O valor do curso é R$ 300,00 e pode ser parcelado em duas vezes. Quem promove é o IPESA – Instituto de Pesquisa em Acessibilidade/FULBRA - Coordenação de Acessibilidade Pedagógica- Tradutora Intérprete de LIBRAS Carla Simone Corrêa Freitas.


Professores Surdos:
André Paixão, Carolina Sperb, Érika Vanessa da Lima, Leandro Golin, Roger Lineira Prestes,
Simone Machado Fontoura.

Público-Alvo: Professores, funcionários, alunos e comunidade em geral
Informações e/ou inscrições presencial a partir de 30/11/2008:
Coordenação de Acessibilidade Pedagógica: Sala 120 Prédio 01
Turno de atendimento: manhã, tarde e noite
Fone: (51) 3477-9190
ipesa@ulbra.br
www.ulbra.br/ipesa

25 de dez de 2008

O PAPEL DA INTERAÇÃO NA PESQUISA SOBRE AQUISIÇÃO E USO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO E PARA A AVALIAÇÃO


Quem estuda ou pretende pesquisar sobre Aquisição e Ensino/Aprendizagem em Língua Estrangeira ou segunda língua, qualquer que for, mesmo em LIBRAS ou demais Língua de Sinais, não pode deixar de ler esse artigo: O PAPEL DA INTERAÇÃO NA PESQUISA SOBRE AQUISIÇÃO E USO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA: IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO E PARA A AVALIAÇÃO, de Margarete Schlatter, UFRGS, Pedro de Moraes Garcez, UFRGS e Matilde V. R. Scaramucci, UNICAMP. Publicado na revista Letras de Hoje, 39 (3): 345-378, o artigo é referência em qualquer trabalho sobre ensino/aprendizagem/aquisição de línguas.

Uma pequena apresentação do artigo: "Este artigo discute o conceito de interação nos estudos sobre aquisição e sobre o uso de língua estrangeira, contrastando inicialmente as perspectivas de pesquisadores filiados à Hipótese Interacionista em Aquisição de Segunda Língua e à Análise de Conversa Etnometodológica trazidas à tona em debate acadêmico publicado em periódicos especializados entre 1996 e 1998. À luz dessas reflexões e de suas implicações para o entendimento do que seja o ponto de chegada no desenvolvimento de língua estrangeira, revisamos conceitos chave na área de aquisição de língua estrangeira, como FN/FNN (falante nativo/falante não-nativo), competência e estratégias de comunicação, e apresentamos resultados de pesquisas na área de aquisição na perspectiva sociointeracional que sugerem novos rumos para o ensino e para a pesquisa sobre a aquisição de línguas estrangeiras. Por fim, discutimos como esses rumos e perspectivas se refletem em desafios para a avaliação de desempenho em língua estrangeira, para a formação do professor e para a pesquisa na área de aquisição de línguas."

Para acessá-lo, clique aqui!



Pessoal...
Desejo a todos os leitores desse blog um natal feliz, abençoado, e um 2009 de plantio e colheita! Deus nos ensina que devemos plantar para colher, e é isso que eu desejo para cada um: que nada caia do céu, mas que o esforço, trabalho e dedicação de cada um seja recompensado!
Um grande abraço, ainda que virtual, e um muito obrigado pelas visitas, leituras, participações, comentários e um pouco da atenção de cada um dedicados a esse humilde blog!
Vanessa

19 de dez de 2008

Onde aprender LIBRAS em LAJEADO?



Continuando a divulgar cursos de LIBRAS! Dessa vez mais uma cidade, agora Lajeado, no RS! (quem não sabe onde é olha no Google Maps, tem um link no final desta página!)





CURSO DE LIBRAS NA UNIVATES


Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS

Quinta-feira
* LIBRAS Nível Básico I
* LIBRAS Nível Básico II
Início das aulas: 05/03/2009

Quarta-feira
* LIBRAS Nível Básico III
* LIBRAS Nível Básico IV
Início das aulas: 04/03/2009

Horário: Das 19h15min às 22h30min
Carga horária: 60h/a (1h/a = 50min)

Valor: à vista R$ 250,00
parcelado 4 X R$ 62,50
Obs.: Alunos dos cursos de graduação, técnicos e seqüenciais da Univates terão 10% de desconto.

Informações: Secretaria de Extensão e Pós-Graduação - PROPEX, sala 110 do Prédio 1 da UNIVATES - Centro Universitário, ou pelos telefones (51) 3714-7011 ou 3714-7000, ramais 5209 e 5210 ou e-mail propex@univates.br

Inscrições: Secretaria de Extensão e Pós-Graduação - PROPEX, sala 110 do Prédio 1 da UNIVATES - Centro Universitário ou pelo site www.univates.br/cursosdeextensao

16 de dez de 2008

Porto Alegre faz concurso para especialista em Educação de Surdos

A Prefeitura de Porto Alegre está com inscrições abertas para o concurso público que será realizado para vários cargos, em janeiro de 2009.
As inscrições serão realizadas via Internet, no site www.conesul.org, a partir das 00h00min do dia 09 de dezembro de 2008 até as 24h00min do dia 23 de dezembro de 2008 e, no mesmo período, no Centro de Ensino Conesul situado a Rua 12 de Outubro, nº 49, Bairro Partenon/Glória (consulte mapa de acesso no site www.conesul.org), no horário das 09h às 16h, somente nos dias úteis.
Destacamos a vaga existente para especialista em Educação de Surdos:

Área: Ensino Fundamental – Educação de Surdos
Exigências para a função:
LP em Educação Especial/Deficientes da Áudio-comunicação, ou LP em Pedagogia/Deficiência da Áudio-comunicação, ou LP em Pedagogia/Deficiência Auditiva, ou qualquer LP com curso de instrutor de LIBRAS (somente para candidatos surdos), ou LP em Pedagogia com curso de especialização em Educação de Surdos com, no mínimo, 360 horas, ou LP em Pedagogia com curso de Capacitação em Educação de Surdos(Deficiência Auditiva) de no mínimo 300 horas, ou Magistério com curso de capacitação em Educação de Surdos(Deficiência Auditiva) de no mínimo 300 horas; ou Magistério com curso de instrutor de Libras de no mínimo 120 horas(somente para candidatos surdos)
Para maiores informações sobre inscrições, prova e vencimentos, consulte o edital, disponível no site do Conesul: http://www.conesul.org!
Abraços
Vanessa

9 de dez de 2008

Seleção para Professor de Ed. Bilíngüe para Surdos (UFRGS)


Olá pessoal

Estão abertas as inscrições no período de 08/12/2008 a 16/12/2008, para processo seletivo simplificado para contratação de Professor Substituto da UFRGS, na forma das legislações vigentes. A inscrição será através da internet, no endereço eletrônico www.ufrgs.br, concursos públicos.

Documentação necessária: a) cópia (frente e verso) do diploma de graduação ou pós-graduação, da formação exigida*, para a área a que irá concorrer, e cópia frente e verso de titulo que corresponda aos requisitos adicionais **,para todas as áreas de conhecimento conforme estabelecido neste Edital; b) cópia do curriculum vitae documentado; c) guia de recolhimento da União (emitida no ato da inscrição via internet) com autenticação de pagamento somente do Banco do Brasil S/A (Para carga horária de 20h a taxa é de R$ 16,00 e para 40h é de R$ 22,00); d) cópia da carteira de identidade e CPF; e) cópia do comprovante de residência. Os documentos acima listados devem ser apresentados nos locais abaixo mencionados, no dia 18/12/2008, impreterivelmente.


Existem várias vagas, e o edital pode ser obtido no site: http://www1.ufrgs.br/inscricoes/concursospublicos/listatodosconcursos.php?tipo=2# Ir em Edital 12/2008.

Uma das vagas que me chamou a atenção e que eu repasso para vocês é:


Área do conhecimento: EDUCAÇÃO ESPECIAL/ EDUCAÇÃO BILÍNGÜE PARA SURDOS (40H)

Requisitos: PROFESSOR(A) PREFERENCIALMENTE SURDO(A), USUÁRIO DE LIBRAS, COM CERTIFICADO DO EXAME NACIONAL DE PROFICIÊNCIA EM LIBRAS E, NO MÍNIMO, COM UMA TITULAÇÃO ACADÊMICA (GRADUAÇÃO, ESPECIALIZAÇÃO, MESTRADO OU DOUTORADO).

Informações: DEPARTAMENTO DE ESTUDOS ESPECIALIZADOS AV. PAULO GAMA, 110 PRÉDIO 12201 – FONE: 3308 3099

Tipo de seleção: ENTREVISTA; ANÁLISE DE CURRÍCULO; PROVA ESCRITA


Boa sorte a todos!
Abraço,

Vanessa.


7 de dez de 2008

Artigo sobre interpretação em LS


Olá pessoal

A finalização de minha dissertação de mestrado está dificultando a atualização mais constante do blog, mas espero em breve concluí-la!
Enquanto isso, indico um interessante artigo pra quem estuda ou trabalha com Língua de Sinais: Interpretação interlíngüe: as especificidades da interpretação de língua de sinais, de Maria Cristina Pires Pereira. O endereço do artigo no Cadernos de Tradução da UFSC é http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/8231/7587


Grande abraço a todos, principalmente para a Cris! Parabéns pelo artigo!

29 de nov de 2008

Você precisa ser surdo para entender


Sei que nunca saberei realmente o que é ser surdo, mesmo que eu perca a minha audição. Porque ser surdo não é apenas uma "pessoa que não ouve", mas é muito além disso... No entanto, como pesquisadora e professora, não posso deixar de tentar. Abaixo, uma poesia que encontrei, muito bonita, sobre essa questão.




Você precisa ser surdo para entender


Como é "ouvir" uma mão?
Você precisa ser surdo para entender!
O que é ser uma pequena criança
na escola, numa sala sem som
com um professor que fala, fala e fala
e, então
quando ele vem perto de você
ele espera que você saiba o que ele disse?

Você precisa ser surdo para entender!
Ou o professor que pensa
que para torná-lo inteligente
você deve, primeiro, aprender
como falar com sua voz
assim
colocando as mãos no seu rosto
por horas e horas
sem paciência ou fim
até sair algo indistinto
assemelhado ao som?

Você precisa ser surdo para entender!
Como é ser curioso
na ânsia por conhecimento próprio
com um desejo interno
que está em chamas
e você pede a um irmão, irmã e amigo
que respondendo lhe diz:
"Não importa"?

Você precisa ser surdo para entender!
Como é estar de castigo num canto
embora não tenha feio
realmente nada de errado
a não ser tentar fazer uso das mãos
para comunicar a um colega silencioso
um pensamento que vem, de repente, a sua mente?

Você precisa ser surdo para entender!
Como é ter alguém a gritar
pensando que irá ajudá-lo a ouvir
ou não entender as palavras
de um amigo que está tentando
tornar a piada mais clara
e você não pega o fio da meada
porque ele falhou?

Você precisa ser surdo para entender!
Como é quando riem na sua face
quando você tenta repetir o que foi dito
somente para estar seguro que você entendeu
você descobre que as palavras foram mal entendidas?
E você quer gritar alto:
"Por favor, me ajude, amigo!

Você precisa ser surdo para entender!
Como é ter que depender de alguém
que pode ouvir
para telefonar a um amigo
ou marcar um encontro de negócios
e ser forçado a repetir o que é pessoal
e, então, descobrir que seu recado
não foi bem transmitido?

Você precisa ser surdo para entender!
Como é ser surdo e sozinho
em companhia dos que podem ouvir
e você somente tenta adivinhar
pois não há ninguém lá com uma mão ajudadora
enquanto você tenta acompanhar
as palavras e a musica?

Você precisa ser surdo para entender!
Como é estar na estrada da vida
encontrar com um estranho que abre a sua boca
e fala alto uma frase a passos rápidos
e você não pode entendê-lo e olhar seu rosto
porque é difícil
e você não o acompanha?

Você precisa ser surdo para entender!
Como é compreender alguns dados ligeiros
que descrevem a cena
e fazem você sorrir
e sentir-se sereno com
a "palavra falada' de mão em movimento
que torna você parte deste mundo tão amplo?

Autores:Willerd e Madsen


Fonte: http://esdjccg.prof2000.pt/info/13/poesia.HTM



Quem quiser compartilhar mais poesias deste estilo no Blog, é só enviar!


Abraços,


Vanessa!

28 de nov de 2008

Onde aprender LIBRAS em Porto Alegre?


Olá pessoal!

O Blog Vendo Vozes vai começar a divulgar cursos de LIBRAS por cidades do nosso país! Quem quiser divulgar um curso onde dê aulas, estude ou já estudou, por favor, envie para o meu e-mail (vanessadagostim@gmail.com) com endereço ou site.


Começando por onde vivi e fiz meus cursos, PORTO ALEGRE!!!



  • ESCOLA TÉCNICA DA UFRGS - http://www.etcom.ufrgs.br/ - Endereço: Ramiro Barcelos, 2777 Fone: 33 08 51 48 - Cidade Baixa - Porto Alegre (perto do Hospital de Clínicas)

Eu fiz curso de LIBRAS na Escola Técnica e gostei muito! Boa infra-estrutura com acessibilidade, materiais, e ótimos professores, principalmente!!!



  • Escola Lília Mazeron/FADERS· Rua Morretes, 222· Bairro Santa Maria Goretti· Porto Alegre-RS· CEP: 91030-300

Também estudei LIBRAS no Lília e foi lá que aprendi a amar LIBRAS e conheci ainda mais a cultura surda. Nosso professor era ótimo, Marcelo Lemos, e a turma também era muito especial!



  • ESCOLA ESPECIAL CONCÓRDIA 1º E 2º GRAUS CEDA (ULBRA)· TEL: (51) 33412039· Av. Dr. João Simplício Alves de Carvalho, 600· Bairro Jardim Ipiranga· Porto Alegre-RSCEP: 91360-620



  • IPA - Centro Universitário Metodista - Campus Central - Unidade IPA
    Rua Cel. Joaquim Pedro Salgado, 80
    Cep: 90420-060 - Bairro Rio Branco - Porto Alegre-RS
    Fone: (51) 3316.1300 - 0800.541.1100



  • EPHETA INST. FREI PACÍFICO DE 1º GRAU INC.· Rua Paulino Chaves, 235· Bairro Santo Antonio· Porto Alegre-RS CEP: 90640-200



  • CENTRO MUNICIPAL DE EDUCACAO DOS TRABALHADORES PAULO FREIRE - CMET · Rua Jeronimo Coelho, 254 - Bairro Centro · Porto Alegre-RS
    CEP:90010-240



Se alguém souber de mais algum lugar em Porto Alegre, favor postar em "comentários", assim como quem quiser recomendar ou fazer algum comentário sobre os locais acima!

Abraços!

27 de nov de 2008

Novidades: TCCs, Teses e Dissertações na área da surdez


Olá Pessoal

Depois de um problema com a internet em toda a minha cidade por quase uma semana consegui voltar a postar. E logo trago uma ótima novidade.

A Editora Arara Azul está lançando o Caderno Acadêmico, um espaço on-line de divulgação de trabalhos acadêmicos (Monografias, TCCs, Teses e Dissertações) sobre assuntos envolvendo Surdez, Educação de Surdos, Língua de Sinais....

Os autores que quiserem compartilhar graciosamente seus trabalhos naquela seção podem prosseguir da seguinte maneira:

Mande um e-mail para pedagogia@editora-arara-azul.com.br e fale com nossa Assessora pedagógica, RENÉ JOSÉ DA SILVA.


Quem quiser ver os trabalhos já disponíveis é só entrar no site: http://www.editora-arara-azul.com.br/cadernoacademico.php


Mais uma vez, PARABÉNS a toda equipe da Editora Arara Azul, pela excelente iniciativa!!!!

Abraços!

19 de nov de 2008

Legislação


Olá pessoal!

Estou com pouco tempo para postar devido à correria de fim de ano, mas gostaria de indicar um ótimo link do senado, com várias informações sobre LIBRAS, Associações de Surdos, Intérpretes, etc, inclusive com muitas legislações. É muito importante conhecermos os direitos dos surdos e profissionais da área da surdez.


Para acessar o documento Língua Brasileira de Sinais “Uma Conquista Histórica”, [[[CLIQUE AQUI]]].

13 de nov de 2008

Resultado do PROLIBRAS 2008


Olá pessoal!

Gostaria de parabenizar a todos os aprovados no PROLIBRAS 2008! Os resultados já saíram e estão disponíveis no site http://www.prolibras.ufsc.br/index.html.

11 de nov de 2008

Curso de LIBRAS em vídeo

Olá pessoal,
Algumas pessoas estão pedindo sites e materiais de cursos de LIBRAS. Encontrei, então, no YouTube uns vídeos bem legais com aulas de LIBRAS do nível básico. Dá para assistir ou copiar no seu pc através do Real Player.

NÍVEL 1- ALFABETO MANUAL


Nível 2 - Números



Espero que tenham gostado... Mais vídeos, procure no site do YouTube!!!!
Abraços
Vanessa

10 de nov de 2008

III Fórum Estadual de Educação de Surdos do GIPES - Santa Maria

Olá pessoal
Divulgo abaixo cartaz e programação do III Fórum Estadual de Educação de Surdos que ocorrerá dia 22 de novembro de 2008, na Universidade Federal de Santa Maria - UFSM - Rio Grande de Sul.
As inscrições são gratuitas e as vagas são limitadas!


6 de nov de 2008

54ª Feira do Livro de Porto Alegre

Olá Pessoal

A Feira do livro é um evento tradicional e muito importante que ocorre todos os anos na cidade de Porto Alegre/RS. Neste ano está na sua 54ª edição. Além da enorme oferta de livros sobre todos os assuntos, lançamentos e promoções, a feira traz uma ampla programação para diversos públicos, de ciclos de filmes, oficinas, teatro....

Existe um blog que divulga a programação específica para a comunidade surda. É o http://feiradolivro-surdos.blogspot.com/.

Para quem quiser a programação geral, o site é http://www.feiradolivro-poa.com.br/programacao.php



Grande abraço e obrigada a Laura e Adri que mandaram as dicas para o Blog! Bjs!

5 de nov de 2008

Vanessa Vidal: Candidata à Miss Beleza Internacional

Olá Pessoal!
Após o enorme sucesso que Vanessa Vidal fez no concurso Miss Brasil 2008, agora ela está representando o Brasil no Miss Beleza Internacional, no Japão. Ela já está classificada entre as 15 finalistas, e a grande final será neste sábado, dia 08/11. Em torno desse concurso, várias polêmicas surgiram, devido a problemas de comunicação entre Vanessa e a pessoa enviada pela comissão do Miss Brasil juntamente com ela, para ser intérprete de INGLÊS/LIBRAS e assessorar a Vanessa, como qualquer intérprete e tradutor deve fazer. No entanto, a pessoa enviada, apesar de possuir diversos cursos de LIBRAS não é habilitada como Intérprete de LIBRAS, o que, sabe-se, é algo mais complexo do que apenas fazer cursos de línguas. O profissional intérprete precisa ter profundos conhecimentos de LS, lingüísticas, metodologias de tradução e interpretação, etc, além de ter sido aprovado por exames de proficiência próprios, como o PROLIBRAS.

Porém, muitos desconhecem essa grande diferença, e quem saem prejudicados são os surdos, principalmente, e os intérpretes oficiais.

No blog do fã clube da Vanessa Vidal é possível acompanhar mais de perto essas informações. O endereço é http://www.vanessavidal.blogspot.com/. Lá também tem um link para o site de votação do concurso pela internet. PARTICIPE!

Mais uma vez temos uma amostra de como, no nosso país, há uma enorme dificuldade de se respeitar as diferenças e propiciar as mesmas condições e direitos a todos!
Sorte, Vanessa!

3 de nov de 2008


Palestra: Atendimento aos Surdos nas Centrais de Relacionamento

Palestra Gratuita - Dia 07 de novembro na ABT, com transmissão via Internet - Conheça as melhores práticas, as tecnologias específicas, a legislação existente (inclusive a nova lei dos SACs) e a posição da comunidade surda. -Palestra gratuita, que você pode acompanhar presencialmente ou via internet.

Para ambos os casos é necessário inscrição prévia.

Para maiores informações, acessem o site: http://www.trdtecnologia.com.br/trd/noticias.asp?id_noticia=72

Os assuntos tratados serão muito interessantes! Confira o site!

28 de out de 2008

Trabalhos voltados aos estudos da LIBRAS e Educação de Surdos

Olá Pessoal,


Fiz uma seleção dos trabalhos que serão apresentados no CELSUL- Círculo de Estudos Lingüísticos do Sul - esta semana em Porto Alegre (UFRGS) com temas na área da surdez e LIBRAS, e disponibilizo abaixo, para quem quiser conferir!!!


Site do evento: www.ufrgs.br/ppgletras/celsul/index.htm






  • DIA 29/10/2008 - das 16h30 às 18h30 - Sala 330 Anexo I da Reitoria - Título: 1. CAMINHOS PARA A CONSTITUIÇÃO DE UM ATLAS DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS: ALLIBRAS - Gisele Iandra Pessini Anater (Pós-Graduação em Lingüística – UFSC) e Shirley Vilhalva (Pós-Graduação em Lingüística – UFSC)





  • DIA 30-10 - 14:30 às 16:00 - Sala 101 - FACED -


Título: APRENDIZAGEM DA LIBRAS: IMPLICAÇÕES PARA O ENSINO E FORMAÇÃO DE PROFESSORES
Audrei Gesser (UENP/Faficop, Cornélio Procópio)



Título: ANDAIMENTO COLETIVO NO ENSINO DE LÍNGUA
PORTUGUESA PARA SURDOS
Vanessa de Oliveira Dagostim Pires (UNISINOS)



Título: O PAPEL DA LIBRAS E DA LÍNGUA PORTUGUESA NOS
CONTEXTOS DE ENSINO-APRENDIZAGEM DE LÍNGUA
PORTUGUESA ESCRITA PARA SURDOS
Gisele Farias Muck (UNISINOS) e Cátia de Azevedo Fronza (UNISINOS)




  • DIA 31/10 – 11h às 13h - Local: Sala 601 - FACED - Título: 1. ANÁLISE GRAMATICAL EM CONTEXTO: QUAL CONTEXTO?
    Tarcísio Leite (USP)


Observações -Dos trabalhos acima citados, apenas o primeiro, segundo o site do evento, não contará com intérprete de LIBRAS;



Todos ocorrerão no campus central da UFRGS (mapa do evento no site);



Resumos dos trabalhos podem ser obtidos no link http://www.ufrgs.br/ppgletras/celsul/livro_celsul_prova_1.pdf



Também serão lançados vários livros legais, mas deixo a dica para um em especial: Bilingüismo dos Surdos: questões lingüísticas e educacionais.


Até lá,

Vanessa!

27 de out de 2008

Entrevista exclusiva: Antônio Campos de Abreu



Olá Pessoal!
Temos a honra de divulgar uma entrevista que realizamos com Antônio Campos de Abreu, mais um exemplo de luta para todos nós, surdos e ouvintes!


Antônio Campos de Abreu é mineiro, Assistente Administrativo da USIMINAS e formado em História pela UNIVERSO em 2007. Casado com Rita de Cássia é pai de três filhos, e é atuante na FENEIS e Associações de Surdos.


Pergunta 1: O que causou a sua surdez?
Antônio: Eu nasci surdo profundo. Minha surdez é devido à genética de meus pais que eram primos. Temos vários casos de surdez na família.

Pergunta 2: Como foi sua descoberta sobre a surdez e o primeiro contato com a Língua de Sinais?
Antônio: Na minha família minha irmã nasceu surda, meu avô, etc. Então quando nasci minha mãe tinha dúvida se eu seria surdo ou não. Minha mãe tem um primo médico Dr. Amador Álvares, que me examinou em seu consultório e constatou minha surdez. Ele acendia e apagava a luz e meu reflexo era totalmente visual. Minha família já sabia sobre a língua natural dos surdos, pois meu primo Ernani Álvares Silva e Abreu é surdo e estudou no INES, no Rio de Janeiro. Comunicávamos através da língua natural e sinalizada.

Pergunta 3: Você estudou em escolas especiais para surdos e depois, na Universidade, no sistema de inclusão. Pela sua experiência, quais foram as vantagens e desvantagens dessas duas modalidades de ensino (Especial e Inclusão)?
Antônio: Eu tinha 11 anos - 1967 a 1973 quando comecei a estudar no INES, Rio de Janeiro. Quando retornei a Belo Horizonte eu estudei num colégio São Vicente onde tinha único surdo e ouvinte no Ensino Médio. Parei por um tempo os estudos e quando retornei fiz supletivo com a presença de intérprete e terminei o Ensino Fundamental.
Com o tempo vi a necessidade de continuar os estudos e fui aprovado no vestibular na Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO para o curso de História. Na faculdade tinha a presença de intérprete onde a comunicação era importante. Havia troca de informações, experiências, etc. Antes, a escola comum não tinha intérprete e/ou professores que sabiam Língua de Sinais e conseqüentemente a comunicação entre aluno surdo e professor era muito difícil. Tive que lutar arduamente no passado para chegar onde cheguei. Hoje, é mais fácil em relação ao passado. A tecnologia tem nos beneficiado muito. A educação dos surdos, por causa da comunicação, era muito difícil antigamente.

Pergunta 4: O que o motivou a cursar História?
Antônio: Escolhi o curso de História por causa da história dos surdos e sua luta através das associações de surdos e movimento dos surdos. No curso tive a oportunidade de comparar os diversos contextos na História dos surdos e ouvintes. Muita coisa é parecida. Infelizmente muitos documentos da história dos surdos foram perdidos, mas ainda encontramos documentos em preservação contando a trajetória da comunidade surda. Quando visitei a Universidade de Gallaudet, nos EUA, pude ver os registros e documentação da história dos surdos e fiquei muito interessado. Retornando ao Brasil busquei mais informações da história dos surdos no Instituto Nacional de Educação de Surdos em Rio - INES, e encontrei vários registros antigos de surdos, história, lutas, conquistas, etc. Meu sonho é trabalhar no INES, mas moro em Belo Horizonte...

Pergunta 5: Que dificuldades você sofreu na Universidade ou no mercado de trabalho? Sofreu preconceito por ser surdo?
Antônio: Não tive problemas, apenas os professores ficavam apavorados e surpresos com um surdo na sala de aula da faculdade UNIVERSO! Mas com o tempo todos se acostumaram e os professores sempre me respeitaram como pessoa, como surdo e não tive problemas. Apesar da minha experiência, sinto por outros surdos que têm dificuldade e não é respeitado. Isso depende da faculdade também... Quanto ao mercado de trabalho, estou a 30 anos trabalhando na USIMINAS. Não tive problemas de relacionamento ou comunicação. Acredito que o principal é a qualidade da empresa e sua integração com os funcionários. Minha auto-estima é boa e sinto-me seguro na interação com os colegas de trabalho. No geral, resumo que a sociedade precisa conhecer a cultura surda e perceber que o surdo é capaz sim de estudar, trabalhar e participar ativamente da comunidade onde está inserido.

Pergunta 6: O que você aconselha para surdos que estejam com dificuldades de ingressarem no mercado de trabalho ou em uma universidade?
Antônio: Aconselho a observar o exemplo dos surdos que são líderes e diretores de instituições e organizações. O INES, por exemplo, tem professores e inspetores que são surdos. O Monsenhor Vicente, juntamente com a Associação dos Surdos ensinaram-me que o surdo é capaz e pode exercer diversas funções no mercado de trabalho. Assim fui para os Estados Unidos na Universidade Gallaudet, fazer um curso de capacitação de liderança, onde encontrei o Dr. Yerher Andresson, sociólogo, que ensinou-me sobre a importância da organização e explicou-me o sentido da palavra “PODER SURDOS”
“SE SURDOS “. Aprendi a importância da Associação dos Surdos e da Federação dos Surdos, como meio de influenciar a comunidade surda, trazendo a consciência do surdo como pessoa que estuda e trabalha e como cidadão, buscando seus direitos e melhoria de vida. A primeira faculdade a abraçar a causa da comunidade surda na educação foi no Sul, em Porto Alegre através da ULBRA e da Escola Concórdia. Tive a oportunidade de visitá-la e participar de palestra que ensinava que os surdos precisavam se organizar e fazer movimento dos surdos. Pensando na melhoria de vida para os surdos, fundei a FENEIS – Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos. A FENEIS faz convênios com empresas e organizações e a sua primeira parceria foi com a DATAPREV. Para uma boa comunicação no ambiente de trabalho, os surdos precisavam de intérprete e assim caminhamos até que o Governo Federal através da CONADE ,CORDE e MEC/SEESP tiveram abertura para defender a causa dos surdos. Nossa luta no início não foi fácil. Os surdos tiveram que lutar por leis e decretos que dão acessibilidade. A FENEIS é uma peça fundamental nestas conquistas, pois foi pioneira no mercado de trabalho para surdos. Hoje vemos os frutos, mas ainda não terminou: lutamos ainda pelos direitos profissionais dos surdos, pela falta de orientação da família que tem surdos, etc. Muitos surdos aprenderam sobre educação, política, história, perspectiva de vida, dentro das associações e na FENEIS, onde os líderes surdos ensinam e orientam vários surdos através de palestras e reuniões.

Pergunta 7: Na sua opinião, o que falta para que mais surdos cursem o ensino superior?
Antônio: Esse é o nosso objetivo! Muitas faculdades ainda não estão preparadas ou não querem aceitar os surdos. Temos o exemplo da UFSC que está extraordinariamente levando os surdos à Pós-Graduação e até o Doutorado. Temos poucas faculdades que se interessam. O Brasil precisa pensar na acessibilidade dos surdos e fazer valer as leis. Nosso objetivo é que os surdos tenham a oportunidade de chegarem ao curso superior através de Universidade Federal.

Pergunta 8: No curso de História, você pode estudar mais sobre a história da Surdez e dos Surdos? Sua visão sobre isso mudou depois da faculdade?
Antônio: Antes da faculdade eu tinha muitos materiais e documentos sobre os Surdos e não sabia como fazer para preservar este “patrimônio”. Quando comecei a estudar História comecei a entender e a fazer comparação entre o passado da nossa história e o passado da história dos surdos. Percebi que assim como a política era influenciada no passado pela religião, também os surdos eram influenciados a não utilizarem as mãos, por causa do incentivo da fala, da tradição. Comecei a comparar fatos e a percebê-los em seus respectivos contextos. A faculdade foi muito importante pra mim, pois abriu um leque de informações sobre diversos fatores que influenciam uma sociedade, entre elas, a sociedade surda.

Pergunta 9: Você fez trabalho de conclusão de curso (ou monografia)? Sobre qual tema?
Antônio: Eu fiz e refiz 7 vezes. Era reprovado sempre pelos professores por causa da bibliografia. Meu sonho era apresentar o título: Surdos-Mudos, por causa da história dos surdos que eram considerados mudos, do contexto da época passada, etc. Não consegui documentar muitos autores e livros, pois a maioria eram estrangeiros, em inglês, difícil de traduzir e então resolvi mudar o título para: Surdos – Uma Abordagem Brasileira, Historiográfica e Cultural. Fiz resumo básico, mas tive dificuldade com a leitura de vários livros e autores.

Pergunta 10: Que livros que foram importantes em sua vida você recomenda para os visitantes do Blog?
Antônio: O primeiro livro que li foi “Até onde vai O SURDO” O autor é surdo, Jorge Sérgio L. Guimarães, Rio de Janeiro - 1961. Fiquei admirado com a história do Universitário que era surdo e estudou universidade, mas Porque não fazer o serviço Militar?. Eu gostei muito e também de outros livros como “O Vôo da Gaivota” e outros 66 livros sobre surdo que tenho em casa! Agora por último li o livro da Sra. Karin Strobel, surda, com o título “As imagens do outro sobre a Cultura Surda”. Este eu indico porque mostra a sociedade surda, seus valores e sua identidade. Também reflete quanto à forma da sociedade vê o sujeito surdo. É uma boa leitura.

Pergunta 11: Que tipo de serviços você presta na FENEIS e nas Associações de surdos?
Antônio: Fui presidente da FENEIS e participei de diversas Associações dos Surdos e Federação Desportiva dos Surdos, Confederação Brasileira Desportivo de Surdos e membro –Board WFD – Federação Mundial de Surdos. Atualmente sou Diretor Financeiro da FENEIS Minas Gerais. Aqueles que desejam conhecer melhor nosso trabalho, podem visitar o site da FENEIS: http://www.feneis.org.br/ e procurar o Relatório Anual de 1987 à 2007.

Pergunta 12: Quais são seus planos para 2009?
Antônio: Continuar fomentando o trabalho dos surdos, sua língua, sua identidade. Pretendemos organizar Seminário, Congressos, passeatas dos Surdos comemorando o Dia dos Surdos e Dia da LIBRAS (abril/setembro). Promoveremos Debates, Seminários sobre o “SER SURDO” e participar da Conferência Internacional de História dos Surdos, que acontecerá na Suécia. Temos muitos planos para 2008! Estamos avaliando as propostas e organizando os projetos!

Pergunta 13: Como os interessados podem entrar em contato com você?
Antônio: Através de e-mail:
feneis@terra.com.br
alemaolibras@yahoo.com.br
abreulibras@hotmail.com
e por FAX: (31) 3225-0088

Por favor, deixe uma mensagem para os leitores do Blog Vendo Vozes....
Parabenizo a iniciativa do Vendo Vozes que através do Blog abriu espaço para divulgarmos e informarmos aos leitores um pouco mais sobre nossa cultura surda. Para aqueles que desejam aprofundar no assunto, ou conhecer melhor o mundo dos surdos, não deixem de entrar em contanto enviando e-mails. Fico feliz em saber que um número cada vez maior de pessoas tem buscado informações sobre a pessoa surda, sobre a LIBRAS. Desejo a todos uma boa leitura! Antônio Campos de Abreu



Abaixo, algumas fotos de Antônio e sua linda família!

Obrigada, Antônio, pela atenção e por ser um grande exemplo pra todos!

Se você quiser sugerir alguém para ser entrevistado pelo Blog, ou gostaria de participar, escreva abaixo em "comentários". Abraço a todos e ótima semana! Vanessa

19 de out de 2008

Presença de Intérpretes de LIBRAS no CELSUL


Olá pessoal

Informamos que já está disponível na página de programação do CELSUL - Círculo de Estudos Lingüísticos do Sul -(http://www.ufrgs.br/ppgletras/celsul/programacao.htm) a presença de intérpretes de LIBRAS em algumas atividades.
Na página da programação, estas atividades estão em cor vermelha.

Para maiores informações, você pode escrever para a coordenação do evento. E-mail: celsul8@gmail.com


Atenciosamente,
Vanessa

18 de out de 2008

Avisos

Olá Queridos
  • As apresentações do I Congresso Nacional de Pesquisa em Tradução e Interpretação de LIBRAS, ocorridos no início deste mês e anunciados aqui no blog já estão disponíveis para serem baixados pelos interessados, no site: http://www.congressotils.cce.ufsc.br/index_arquivos/Page441.htm
  • As imagens postadas aqui no blog podem ser vistas no Álbum de Imagens do blog, à esquerda! São excelentes para apresentações de PPT, vídeos, ilustrar textos, sites, etc.

Abraços,

Vanessa

15 de out de 2008

Curso de LIBRAS para profissionais da Psicologia










Olá pessoal




Nosso blog já havia divulgado alguns cursos e materiais voltados para a área da saúde. Desta vez, divulgamos abaixo dois folders do curso "COMUNICAÇÃO EM LIBRAS: Instrumento de escuta do psicólogo".




Você pode acessar a Revista Nós da Escola, da editora Multirio, e ler reportagens sobre projetos da Professora e Psicóloga Christiane Penha, uma das docentes do curso, nos links abaixo:

Aproveito para indicar um livro muito interessante: "O sujeito surdo e a Psicanálise: uma outra via de escuta", de Maria Cristina Petrucci Solé - 2005- Editora da UFRGS. Ela questiona, no livro, como o profissional da psicanálise pode analisar um paciente que não utiliza seu maior instrumento de análise, a língua falada. Recomendadíssimo!

Em tempo também: FELIZ DIA DOS PROFESSORES, meus queridos e batalhadores colegas!
Deus os abençoe e renove as nossas forças e as nossas mentes!
Grande abração a todos!

12 de out de 2008

Oferta do ensino da Libras poderá ser obrigatória nas escolas


Repassando notícia da Agência Senado...


A oferta do ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) passará a ser obrigatória na educação infantil e no ensino fundamental, segundo o Projeto de Lei do Senado 14/07, de autoria do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), aprovado em decisão terminativa nesta terça-feira (9) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). Como foi aprovado na forma de substitutivo, o projeto será ainda submetido a um turno suplementar na comissão.
De acordo com o texto aprovado, a disciplina de Libras será incluída na parte diversificada do currículo, "prioritariamente" , na educação infantil e nos dois primeiros anos do ensino fundamental. O ensino da Língua Brasileira de Sinais, ainda de acordo com a proposta, será incluído "facultativamente" a partir da sexta série do ensino fundamental, "conforme as possibilidades e demandas da escola".
O autor do projeto, que também preside a CE, esclareceu que a Libras não será matéria obrigatória para os estudantes. Mas previu que o ensino da linguagem abrirá as portas dos alunos interessados para um "importante mercado de trabalho". Além disso, observou, a oferta da matéria poderá beneficiar as famílias das pessoas surdas, que disporão de um meio mais eficaz de comunicação com os que não podem ouvir.
Durante a discussão do projeto, a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) disse considerar o projeto "importante" , mas admitiu estar preocupada com a real possibilidade de se colocar em prática o ensino da linguagem. O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) chegou a questionar se não seria o caso de se estabelecer um prazo para a formação de professores.
O senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) observou que, a pedido de uma aluna surda, a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) contratou um tradutor de Libras para ajudá-la. Cristovam admitiu que faltarão professores em um primeiro momento, mas, a seu ver, a demanda acabará motivando a formação de novos profissionais.
O senador Wellington Salgado (PMDB-MG) leu carta enviada pelo senador Lobão Filho (PMDB-MA), que se encontra em viagem ao exterior, na qual este demonstra sua preocupação com a formação de professores em diversas outras matérias, além da Libras. O próprio Salgado afirmou estar acompanhando com atenção a aprovação de projetos que aumentam as despesas na área de Educação. Para o senador Augusto Botelho (PT-RR), porém, despesas com educação devem ser consideradas investimento. E, na sua opinião, é necessário investir na melhoria da qualidade da educação oferecida no país.
O relator ad hoc do projeto, senador Flávio Arns (PT-PR), recordou que a proposição ainda será submetida a um turno suplementar de votação. Até lá, ponderou, poderão ser analisadas possíveis emendas ao texto.


Marcos Magalhães / Agência Senado
09/09/2008 - 14h43

30 de set de 2008

A construção de Histórias por alunos surdos: aprendizagem coletiva


Disponibilizamos o artigo "A construção de histórias por alunos surdos: aprendizagem coletiva", por se tratar de um assunto interessante, e trazer valiosas sugestões e considerações para quem estuda e trabalha com alunos surdos, embora a idéia também possa ser aplicada com alunos ouvintes.

Autores: Ivani Rodrigues Silva e Rosana Cheffer
Fonte: Revista ETD - Educação Temática Digital

RESUMO:

As pessoas surdas têm sido consideradas, recentemente, como parte de grupos lingüísticos bilíngüesminoritários e o processo da aquisição do português, por esses grupos de estudantes, tem sido objetode muita reflexão. Este estudo apresenta o trabalho realizado pelo Programa Escolaridade e Surdez doCEPRE/Unicamp, e tem como objetivo discutir o processo de construção de escrita coletiva de umlivro por um grupo de adolescentes surdos, a partir do próprio interesse do grupo de fazerem umahistória em conjunto. O trabalho com o grupo ocorreu em três estágios: no primeiro, ocorreu adiscussão e escolha do tema; no segundo, iniciou-se a redação conjunta da história e os tópicosrelativos a cada capítulo, para que os estudantes tivessem uma visão global do texto; e, no terceiroestágio, ocorreu a completa elaboração do livro incluindo o seu acabamento estrutural. No final doprocesso, foi verificado um aumento considerável do interesse dos alunos pela escrita, e os estudantespuderam vivenciar, de um modo significativo, os usos das convenções da linguagem e dos sentidosdas palavras quando em diferentes contextos.


Para acessar o documento, [CLIQUE AQUI]

________________________________________
PARABÉNS PARA NÓS!!! Esta é a 100ª postagem do nosso blog! Obrigada a todos!

Vanessa

26 de set de 2008

Pensando sobre inclusão...


Tenho pensando muito ultimamente sobre o que realmente significa a palavra "Inclusão". Quando se trata de Educação de Surdos e Inclusão, logo os ânimos se alteram e quem é a favor se debanda para um lado e quem é contra, para o outro. Todos os lados têm suas justificativas muito bem embasadas. Mas quando pensamos em escola especial para surdos, dessas que eu já conheci e que você conhece, feita de gente, a palavra inclusão salta o tempo todo. Quem foi que disse que escola especial é o contrário da escola inclusiva?
Das escolas especiais que conheço, pelo menos meia dúzia, seja privada, estadual ou municipal, todas elas são muito inclusivas. Em todas elas haviam alunos surdos, que antes de surdos são humanos. E humanos são diversos.

As escolas especiais para surdos atendem alunos surdos, mas que, muitas vezes também tem outras dificuldades, ou, "diferenças": dificuldades de locomoção, hiperativos, com dificuldade de aprendizagem ou super-dotados; autistas, disléxicos; surdo-cegos; pobres e ricos; com famílias presentes ou órfãos e abandonados. Como qualquer escola. Por isso, a escola especial é altamente inclusiva, e, seus professores, não devem se prender ou voltar todas as suas atenções para a questão da surdez que atinge seus alunos (ou a si mesmo), mas a toda a complexidade que eles, como humanos, têm.

Às vezes nós, professores, esquecemos disso. Mas, basta a gente se olhar um pouco, ao querer mais justiça e compreensão do mundo sobre nossos próprios problemas, dificuldades, diferenças e necessidades que percebemos o quanto nossa visão sobre o outro precisa ser reformulada e ampliada constantemente

Falando em inclusão, sugiro um blog ótimo que eu encontrei: http://inclusaobrasil.blogspot.com/ Com diversos materiais, reportagens, artigos, vale a pena ser visitado sempre!
E um grande abraço para a dona dele, Marina S. Rodrigues Almeida! Parabéns, Marina!

23 de set de 2008

Vestibular especial - UFRGS


Estarão abertas, até o dia 15 de outubro de 2008, as inscrições para o Vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul 2009 para portadores de necessidades especiais. Os formulários de inscrição e demais informações podem ser acessados pelo site http://www.vestibular.ufrgs.br/. Os vestibulandos especiais, se solicitado, podem receber atendimento especial em prédio com acessibilidade, fiscais com conhecimento em LIBRAS, tempo adicional para realizar a prova, entre outros direitos.

Se inscreva e participe!

As dificuldades da Inclusão de surdos no Ensino Superior

Repassando notícia...
Fonte: http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=774236&tit=Alunos-surdos-sofrem-em-sala

Alunos surdos sofrem em sala
Mesmo sendo obrigatório, instituições de ensino superior ainda desrespeitam a lei que obriga a manter intérprete de sinais durante as aulas
Publicado em 09/06/2008 Pollianna Milan - Colaborou Mariana Scoz

O estudante do terceiro ano de Engenharia de Produção Civil, Caio Lúcio Ferreira Cascaes, 27 anos, usa a Língua Brasileira de Sinais (Libras) para se comunicar porque é surdo. Passou no vestibular da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) em 2006 e, desde então, tem encontrado muitas dificuldades para conseguir compreender o que é ensinado em sala de aula. Graças aos livros comprados pelo pai, João Carlos Cascaes, ele estudou o conteúdo das disciplinas e foi aprovado em parte das matérias. A habilidade na leitura de lábios, que adquiriu em um curso de oralidade, também garantiu a permanência dele no curso. Mas, para seguir adiante, depois de inúmeros pedidos não atendidos, ele teve de recorrer à Justiça. Isso porque Caio foi privado de um direito que é de todos, o de acesso à informação e à educação: ele precisa de um tradutor e intérprete de sinais durante as aulas, o que até agora não lhe foi concedido.A dificuldade de Caio é a mesma de outros 4 mil surdos paranaenses escolarizados. Muitos entendem o que é dito por meio da oralidade, porém deixam de se comunicar quando os professores se viram para o quadro-negro. É a dura realidade da educação no Brasil: grande parte dos professores não está preparada para atender esse público, e as instituições de ensino nem sempre dão suporte aos alunos surdos, contratando intérpretes de sinais, o que é previsto em lei.
Curso de graduação em Libras é a esperança para aumentar oferta de tradutores
Desde a aprovação do Decreto nº 5626, em 2005, os cursos de formação de professores para o exercício do magistério deverão ter, obrigatoriamente, a disciplina curricular de Língua Brasileira de Sinais (Libras), a segunda língua oficial do Brasil, depois do português.
No caso de Caio, a Universidade Tecnológica vai cumprir a legislação. No próximo semestre, um tradutor e intérprete de Libras vai começar a acompanhar o graduando durante as disciplinas. Um direito que poderia ter sido garantido desde sua matrícula, em 2006. A demora, segundo o gerente de ensino e pesquisa do campus Curitiba da UTFPR, Marcos Flávio de Oliveira Shiefler, é porque a instituição pública tem dificuldade legal de contratação. “Temos que cumprir as regras das universidades federais. Só poderíamos contratar após o Ministério da Educação (MEC) liberar vagas para novos professores definitivos e, assim, fazermos o concurso público. Não poderíamos contratar pela fundação, porque caracterizaria vínculo empregatício, o que não é legal. Chegamos a ter, pela fundação, um intérprete temporário durante alguns eventos somente para atender o aluno Caio”, explica. Como o MEC liberou, neste ano, 13 vagas para a UTFPR fazer novo concurso para professores, uma delas será para a contratação de um intérprete de sinais. Shiefler lembra ainda que a Pró-Reitoria solicitou ao MEC, desde a efetivação da matrícula do aluno, a abertura de vaga de um intérprete, mas, por causa da burocracia, acabou demorando. O graduando é um exemplo de que a legislação brasileira nem sempre funciona. Desde a aprovação do decreto-lei, em 2005, e a sua regulamentação, em 2006, já se passaram quase três anos: faz um ano e meio que a lei está em vigor. Durante essa época de transição, em que as universidades deveriam se adequar, Caio ficou sem tradutor de sinais. O Decreto nº 5626 de 2005, que regulamenta a Lei Federal nº 10.436 de 2002, diz que a Libras deve ser inserida como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores (veja matéria no alto) e que todas as instituições de ensino devem garantir, obrigatoriamente, às pessoas surdas o acesso (leia-se intérprete) a todas as modalidades de educação, desde o ensino infantil até o superior. “Infelizmente, até 2005, a profissão de tradutor de sinais não era regulamentada e não tinha uma categoria de classe”, enfatiza a tradutora e intérprete de sinais e mestre em educação, Marta Proença Siliepaz.O MEC confirma que ainda há amarras sobre a contratação de tradutores de libras, principalmente nas instituições públicas. “Ainda não existe, na carreira das universidades federais, por exemplo, o cargo tradutor e intérprete de libras, o que dificulta a contratação deste profissional”, explica a assessora técnica da Secretaria de Educação Especial do MEC, Marlene Gotti. O próprio MEC já solicitou ao Ministério do Planejamento para que sejam feitas retificações na legislação existente para, assim, o cargo passar a fazer parte do plano de carreiras das universidades. “Por enquanto sugerimos a contratação temporária, o que nem sempre é fácil de fazer. As instituições de ensino público devem prever, com um ano de antecedência, o planejamento orçamentário. E nem sempre sabem se vão ter um aluno surdo naquele próximo ano”, afirma Marlene. Em seis instituições privadas consultadas pela reportagem, a presença dos surdos é bem maior do que nas instituições públicas. Na Universidade Federal do Paraná (UFPR), por exemplo, ainda não há alunos surdos, e a contratação de um tradutor de sinais aconteceu apenas no início deste ano. Na Universidade Tuiuti do Paraná são 18 surdos e 15 intérpretes. Na Pontifícia Universidade Católica (PUCPR) existem seis deficientes auditivos e dois intérpretes, porque a surdez dos graduandos varia de parcial a total, por isso muitos alunos não precisam do profissional. Houve uma instituição privada de ensino, que oferta o curso pré-vestibular, que afirmou não ter alunos surdos e que nunca contrataria um intérprete porque o valor da mensalidade paga pelo aluno não arcaria com os custos do profissional. O MEC afirma que, se o aluno for prejudicado e não conseguir o intérprete após o pedido formal, ele deve procurar o Ministério Público e o próprio MEC. “As universidades não podem pensar desta maneira. O valor do profissional se dilui com as outras mensalidades. Além disso, um aluno surdo aceito atrai outros estudantes, aí o tradutor terá custo quase zero”, diz Marlene, do MEC. Outra medida que deve mudar essa realidade são os 5% das vagas das universidades públicas, que deverão ser destinadas aos deficientes físicos.

Marcelo Elias

22 de set de 2008

Agenda de Eventos - FESAI e Encontro de Professores de Surdos - UFRGS

Divulgando...

V FESAI
V Fórum de Estudos Surdos na Área de Informática terá o evento neste ano!
Dia: 28 e 29 de novembro de 2008
Local: Faculdade de Tecnologia de SENAC em Porto Alegre/RS.
Endereço: Coronel Genuíno, 130 – bairro Cidade Baixa
Horas: Sexta (28/11/2008) - somente na tarde - 13:30 às 18:00 .
Sábado (29/11/2008) - manhã - 08:30 às 12:00 e tarde - 13:30 às 18:00.

Vídeo:
http://br.youtube.com/watch?v=2XEp9G91akI

Estudantes, intérpretes, profissionais surdos e ouvintes, professores, instrutores, ouvintes, qualquer público livre poderão participar o FESAI.
Site: www.feneis.org.br/rs/fesaiv
(Atenção: O site vai demorar mais ou menos 15 min por causa da memória é pesado).
Valor da inscrição: 15,00.
Depositar no Banco do Brasil - FENEIS/RS
Agência: 0010-8
C/C: 105.065-6
Após efetuar o pagamento, é necessário enviar um fax (51) 33214334 ou scanner para enviar o e-mail feneisrs.kelen@terra.com.br tratar a financeira Kelen da FENEIS/RS com o comprovante para preenchimento do formulário do nome completo, endereço, celular e comprovante de pagamento.


Abaixo, folder do Encontro de Professores de Surdos, na UFRGS (Porto Alegre) : MEMÓRIAS, EXPERIÊNCIAS DOCENTES E NARRATIVAS NA EDUCAÇÃO DE SURDOS

18 de set de 2008

A Saúde do Surdo


Como deve ser viver em um mundo onde quase ninguém compreende sua língua? Onde você precisa de um intérprete para poder estudar, exigir seus direitos, poder cumprir seus deveres, e, muitas vezes, para poder executar algumas tarefas simples no dia-a-dia. E para ir a um psicólogo, a um médico?

Enquanto profissionais da área da saúde não se atentarem para uma palavra chamada "acessibilidade", a saúde de milhares de surdos estará comprometida. Mas graças a Deus, alguns profissionais já têm se preocupado com a saúde desses indivíduos.

Duas profissionais da área da Enfermagem realizaram um estudo chamado: AS NECESSIDADES DE SAÚDE NO MUNDO DO SILÊNCIO: UM DIÁLOGO COM OS SURDOS.

Abaixo, o resumo:

RESUMO: Trata-se de um estudo qualitativo com o objetivo de analisar as necessidades de saúde do surdo. Categorias emergentes: Necessidades de saúde Extrínsecas e Intrínsecas. A primeira relaciona-se aos aspectos educativos ou informativos sobre temas específicos de saúde, por necessidade de esclarecimento ou por curiosidade; a segunda, à comunicação, como a grande barreira no acesso dos surdos aos serviços de saúde e a discriminação no tratamento efetuado pelos profissionais. Afirmaram a necessidade de um intérprete de Libras ou profissionais de saúde que os compreendessem e fossem sensíveis quanto à integralidade e humanização. Concluímos que há necessidade de criar estratégias e políticas de saúde que visem a consolidar um pólo comum incluindo o cidadão surdo, garantindo um cuidado inclusivo, qualificado e eficaz. DESCRITORES: Pesquisa qualitativa; Educação em saúde; Estudos da linguagem.


Para acessar o artigo, [CLIQUE AQUI].


Estamos à disposição para divulgar outros estudos e assuntos relacionados a este tema.

Abraços!

12 de set de 2008

Genes associados à cegueira e surdez



Repassando notícia do site Terra...

Identificados genes associados à cegueira e surdez
Dois projetos de pesquisa nos quais participaram universidades, empresas, cientistas e laboratórios de 16 países da UE, conseguiram identificar novos genes e mutações associadas à perda da visão e audição.

As iniciativas, financiadas em conjunto com fundos europeus, pretendem contribuir para o desenvolvimento de tratamentos destinados a prevenir as duas patologias.
O projeto Evi-genoret, no qual participam 24 universidades e sociedades européias, tem como objetivo melhorar a informação disponível sobre o funcionamento da retina e os efeitos produzidos na mesma pelas mutações genéticas, os fatores ambientais e o envelhecimento.
A iniciativa, que começou em abril de 2005 e durará quatro anos, recebeu 10 milhões de euros dos cofres do bloco para a pesquisa em cinco áreas, que incluem a identificação das características genéticas e as possibilidades terapêuticas.
Já o projeto Eurohear reuniu 25 equipes para desenvolver conhecimentos relacionados com a audição, através do estudo dos genes que causam a surdez em humanos e ratos.
Até o momento, permitiu identificar 12 novos genes responsáveis pela perda auditiva.
Seu objetivo é identificar os genes responsáveis pela perda auditiva, compreender os mecanismos biológicos da audição normal e da deficiente, além de iniciar os tratamentos que permitam prevenir e curar as deficiências do ouvido.
A Comissão reconheceu em comunicado que, embora ambas as iniciativas representam um progresso na pesquisa da perda auditiva e da visual, ainda falta muito tempo para se poder contar com um tratamento nessa área.
O Eurohear e o Evi-genoret fazem parte dos projetos de pesquisa multidisciplinar a grande escala iniciados pela Comissão Européia para reunir a que há de melhor em âmbitos concretos e acelerar o progresso científico.
Segundo a Comissão, no mundo há 50 milhões de pessoas que sofrem de cegueira, número que aumentará e alcançará previsivelmente os 75 milhões nas próximas duas décadas.
Na Europa as doenças oculares ligadas à idade são a forma mais comum de incapacidade visual nos maiores de 60 anos e afetam 8,3 milhões de pessoas na UE.
Por outro lado, 10% da população européia sofre de algum tipo de deficiência auditiva, percentagem que se eleva para 40% no caso dos maiores de 75 anos.
Os resultados dos projetos foram apresentados hoje no College de France em Paris e divulgados em Bruxelas.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI1733461-EI298,00.html

Ensino de Matemática para Surdos



Olá pessoal...

Quando comecei a pensar sobre o ensino de Língua Portuguesa para Surdos, e pesquisar sobre o tema, diversas questões começaram a surgir diante de mim, assim como trabalhos voltados à educação de surdos em diversas áreas. Para enriquecer os materiais disponiblizados pelo Blog, começo aqui a publicar posts voltados à demais áreas de ensino, e convido você a enviar também o seu trabalho para ser compartilhado.

Para iniciar, vou disponibilizar dois trabalhos sobre Educação Matemática para Surdos. O primeiro é um artigo sobre Jogos na ed. Matemática para surdos.
Para acessá-lo, clique aqui!

O segundo, uma interessante dissertação de mestrado que relata uma experiência de uso de origami (técnica oriental de dobradura de papéis) para o ensino de geometria com surdos. A autora é Janine Soares de Oliveira, professora e intérprete.
Para acessá-lo, clique aqui!

Obrigada!

Agenda de Setembro - 2008

Em setembro, mês que se comemora o Dia do Surdo, há diversos eventos e programações de atividades culturais, palestras e cursos sobre Cultura Surda em todo o Brasil. Abaixo, segue a programação de algumas cidades:

NITERÓI - RJ
VII Feira do Mundo dos Surdos
Local: APADA – Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Audição
Rua General Andrade Neves, nº 307 - São Domingos, Niterói
Telefones: 9411-3020 (somente mensagem) 2621-4151 / 2621-5808
Programação:
Dia 05/09 – Palestra: 150 anos do INES – Instituto Nacional de Educação de Surdos
Palestrante: Solange Rocha
Horário: 13h30min as 17horas
Dia 12/09 – Experiência Bilíngüe da Creche Comunitária Professor Geraldo Cavalcanti de Albuquerque
Palestrante: Professores da Creche
Horário: 13h30min as 17horas
Dia 18/09 e 19/09 – Visitação a VII Feira do Mundo dos Surdos
Local: APADA
Horário: 9horas às 10h30min e 14 as 16horas
Basta agendar o horário para Visitação na Feira com a Diretora Jeanie ou Pedagoga Danielle
Dia 20/09 – Encontro de Usuário de Libras das 9horas as 12horas.
Dia 21/09– Passeata do Orgulho Surdo. A concentração será na APADA as 08h30min, com previsão de encerramento as 10horas em frente a Reitoria( UFF- Praia de Icaraí )
Dia 22/09 – Cinema Para Todos! Para encerramento deste mês de comemorações, estaremos exibindo duas sessões de cinema onde veremos atuações de atores surdos.
1ª Sessão 09h30min / 2ª Sessão 14h30min - Escolha seu Horário!!
_____________________________________________________

PELOTAS – RS

ENCONTRO DE SURDOS dia 26 DE SETEMBRO
Local: Auditório Inteiro – Colégio Municipal Pelotense
PROGRAMAÇÃO
8:30H Abertura
9H Apresentação Cultural - Alunos de Colégio Municipal Pelotense
9:30H Dinâmica -Aline Kaster
10H História dos Surdos de Colégio Municipal Pelotense - Francielle Cantarelli Martins
10:40H INTERVALO
11H Dinâmica - Francielle Cantarelli Martins
ALMOÇO
14H A História da Educação dos Surdos: Passado – Presente – Futuro - Fabiano Souto Rosa
14:30H Jogo: QUIZ
Encerramento: Com bolo e suco

Vídeo: http://br.youtube.com/watch?v=IN8aVijabLU
___________________________________________________

JUNDIAÍ - SP







Se você quiser divulgar, gratuitamente, no Blog Vendo Vozes a programação de sua cidade/instituição para o Dia do Surdo, escreva para: vanessadagostim@gmail.com

Abraços!

2 de set de 2008

É preciso adaptar o conteúdo web para Surdos


Repassando o artigo publicado no site Orange Cab no dia 01/09/2008.







É preciso adaptar o conteúdo web para Surdos
September 1st, 2008
Estava lendo os meus RSSs, e como sempre, deixo o melhor por último: lá fui eu para o feed do A List Apart.
Sempre pensei na adequação do conteúdo para cegos, por exemplo. Mas para os Surdos, o meu pensamento sempre foi: “Mas se eles lêem, qual a dificuldade?” Existem várias. E alguma inadequações.
Várias pessoas, na internet, escrevem “kd vc?”, por exemplo (o que eu detesto). Para pessoas que ouvem, é fácil perceber a representação fonética: “kadê vecê?”. Nós sabemos como é o som do “nome” das letras. Mas para um Surdo que nunca escutou? Isso não costuma ser viável.
Outra coisa: para muitos Surdos brasileiros (não todos, infelizmente), o português é a segunda linguagem. A primeira é Libras (Linguagem Brasileira de Sinais). E no geral, como ele não ouve, mesmo que não saiba libras, o surdo sempre terá um referencial mais visual das coisas. Portanto é preciso fazer um design “DeafFriendly“, pois os detalhes farão muita diferença.
Esse design, cujas diretrizes eu não tenho, ainda precisa ser aperfeiçoado. Creio que o OrangeCab não tem um design “DeafFriendly“, assim como a maioria dos sites e blogs. E qual o peso disso? Imagino que para um Surdo, um design seja mais que beleza, organização e equilíbrio. Sua percepção visual mais apurada, necessita de ícones e símbolos com mais significado, que despertem o interesse e prendam a atenção.
Como uma música é usada, muitas vezes, para completar a parte emocional de um texto ou imagem (estática ou em movimento), um Surdo também tem essa necessidade de complementação, que na web, só pode ser feita visualmente. Portanto, é preciso se adaptar.
Conforme a base de internet aumenta no Brasil, aumenta a necessidade de nos preocuparmos com assuntos alheios a nossa rotina.
Com grandes audiências, vêm grandes responsabilidades.

PPT sobre Educação de Surdos


Quero agradecer a todos os educadores do município de Vale Verde que estão fazendo a capacitação da SMEC do município, e acompanharam no dia 26 de agosto a minha apresentação sobre Educação de Surdos. Obrigada pelo carinho e atenção.

Disponibilizo abaixo a apresentação em Power Point feita especialmente para esse dia. Os conceitos estão bem básicos, e muita coisa eu complementei "oralmente", ou com outros materiais que levei, mas dá pra ter uma base, e servir de ajuda para aqueles que tem a mesma tarefa que eu.


Para acessar o arquivo [CLIQUE AQUI].


Abraço a todos,

Vanessa.

1 de set de 2008

Mostra de Cinema no MAM

Divulgando...
Em setembro, mês em que se comemora o dia internacional dos surdos, a Cinemateca de MAM juntamente com o Centro de Integração de Arte e Cultura dos Surdos (CIACS) apresenta uma mostra de filmes legendados sobre o tema , bem como uma pequena apresentação do Teatro Brasileiro de Surdos.
  • Dia 25 as 18h30 - Filme O país dos surdos
  • Dia 26 as 18h30 - Filme O mar mais silencioso daquele verão
  • Dia 27 as 16h - Filme Os cinco sentidos
  • 18h - Apresentação do Grupo de TBS - Teatro Brasileiro de Surdos
  • Dia 28 as 16h - Filme O milagre de Anne Sulivan -18h - Filme Os filhos do silêncio
  • Local: MAM - Museu de Arte Moderna - Avenida Infante Dom Henrique 85, Parque de Flamengo - Rio de Janeiro

Ensino de LIBRAS para ouvintes


Olá pessoal!

Bom, a comunidade surda não é formada apenas por surdos, mas por todos aqueles que se envolvem com temáticas relativas à surdez e à língua de sinais, na minha opinião. Se incluem nesse grupo familiares de surdos, profissinais (professores, intérpretes, psicólogos, fonoaudiólogos, etc), amigos, pesquisadores....

Por isso creio que seja interessante que essas relações, envolvendo surdos e ouvintes na comunidade surda, sejam analisadas em pesquisas acadêmicas, por exemplo. Disponibilizo aqui uma importante pesquisa na área, que investigou a interação entre um professor surdo e seus alunos ouvintes, em um curso de LIBRAS para ouvintes, cenário bem conhecido para quem se interessou em aprender a língua de sinais brasileira.

Abaixo, o link e os dados da pesquisa:



Gesser, Audrei. “Um olho no professor surdo e outro na caneta” : ouvintes aprendendo a Língua Brasileira de Sinais / Campinas, SP :2006.

Para acessar o arquivo, [CLIQUE AQUI]



___________________________________________________________

Também quero aproveitar e mandar um abraço a todos aqueles que visitam esse blog, mandam e-mails, sugestões, pedidos de materiais, etc...

Abraços para: Laura Kümmel, Luciane Rangel, Heloise Gripp, Thaís Fleury, e João de Souza.

Até mais!!!

29 de ago de 2008

Enquete 3


Publicando os resultados da útlima enquete do Blog.

Pergunta:

Na sua opinião, o que é ideal na educação especial para surdos?


Apenas professores surdos - 9 (16%)
Apenas professores ouvintes - 0 (0%)
Não há diferença - 1 (1%)
Os dois -45 (81%)


No total, 55 pessoas votaram, e a maioria opinou que o ideal, para a educação para surdos, é a presença de professores surdos e ouvintes, trabalhando juntos.


Obrigada a todos que votaram! Participe da nossa nova enquete, a pergunta agora é: por que a inclusão de surdos no ensino regular é tão difícil???? VOTE!


Para sugerir perguntas e temas para as próximas enquetes, escreva para nós!


Abraços

Intérpretes no CELSUL

Olá pessoal,
Eu havia enviado um e-mail pedindo o serviço de intérpretes na sessão em que vou apresentar meu trabalho no CELSUL 2008, e repasso o e-mail recebido pela coordenadora:

Prezada Vanessa, Heloíse e demais interessados, informamos que estamos providenciando o serviço de intérpretes de libras para o CELSUL. Peço que enviem esta informação a todos os demais interessados. Pedimos, somente, que mais adiante nos informem em quais GTs haverá participação para podermos providenciar intérpretes em número adequado às necessidades.Cordialmente Gisela

Sendo assim, aqueles que tiverem interesse em participar deste evento e querem a presença de intérpretes de LIBRAS, favor enviar e-mail para a coordenação: celsul8@gmail.com
Abraços a todos e até lá!!!

27 de ago de 2008

Notícia interessante: Americana perde parte de audição após beijo


Atenção! O ouvido é um órgão muito sensível! Preste atenção nesta notícia!


Uma dona de casa americana que vive em Hicksville, Nova York, perdeu parteda audição após ter recebido beijo de sua filha na orelha, há dois anos.Gail Schwartzman recuperou lentamente a audição, mas só escuta sons abafadose permanece com um zumbido na cabeça. O caso, divulgado ontem, éprovavelmente o primeiro no mundo e será enfocado em revista médica naspróximas semanas.

A sucção do beijo caloroso de sua filha teria deslocado seu tímpano eparalisado três pequenos ossos de seu ouvido, deixando um ruído em suacabeça, segundo o site Newsday.com. O caso está sendo chamado de "beijo dasurdez".O fato ocorreu em um dia no qual Gail havia passado muito tempo fora de casae foi cumprimentar sua filha. "Ela me agarrou, me abraçou e me deu um grandebeijo na orelha esquerda. E enquanto ela fazia isso, eu senti como se elaestiovesse sugando o ar da minha cabeça. Não pude afastá-la porque estavacom essa sensação terrível", contou Gail. "Quando ela terminou, eu estavasem audição naquela orelha".O Dr. Anil Lalwani, responsável pelo setor de fisiologia e neurociência docentro médico da Universidade de Nova York, afirmou nunca ter escutado casosimliar. A maioria dos casos de zumbido e perda de audição ocorrem empessoas que ficaram expostas a sons extremamente fortes.

Redação Terra

22 de ago de 2008

I Congresso Nacional de Pesquisa em Tradução e Interpretação de LIBRAS


Programa de Pós-gradução em Lingüística (PPGL), o Programa de Pós-Graduação em Tradução (PGET), o Grupo de Estudos Lingüísticos Surdos, do Centro de Comunicação e Expressão, juntamente, com o Grupo de Estudos Surdos (GES) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realizarão, nos dias 9 e 10 de outubro de 2008, o primeiro Congresso Nacional de Pesquisa em Tradução e Interpretação de Língua Brasileira de Sinais.

Este congresso tem como público alvo intérpretes e tradutores de língua de sinais, surdos e demais profissionais interessados no tema, e ocorrerá no Centro de Comunicação e expressão (CCE) no seguinte endereço:

Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
Centro de Comunicação e Expressão (CCE) - Prédio B
Campus Universitário – Trindade
Florianópolis/SC
88040-900


Para maiores informações, acesse o site do evento: http://www.congressotils.cce.ufsc.br/index.htm

CELSUL 2008


CELSUL -- Círculo de Estudos Lingüísticos do Sul -- é uma associação cujo objetivo é aproximar os lingüistas que atuam nas Universidades da região sul do Brasil. Seus encontros procuram oferecer um espaço de discussão e divulgação da produção científica regional e nacional nas áreas de lingüística e lingüística aplicada. Além disso, os encontros do CELSUL também têm tentado se caracterizar como um fórum multidisciplinar, de interação entre lingüistas e estudiosos de áreas afins -- como os estudos literários, a comunicação, a psicologia, a fonoaudiologia, etc.


O próximo encontro do CELSUL ocorrerá no Campus do Centro da UFRGS, em Porto Alegre, entre os dias 29 e 31 de outubro de 2008. A programação inclu: 1) conferências de lingüistas de renome nacional; 2) mesas redondas nas principais áreas de pesquisa e debate da lingüística e da lingüística aplicada; 3) sessões de comunicações em grupos temáticos organizados e coordenados por especialistas, e 4) sessões de pôsteres para a apresentação de trabalhos avulsos.


No GT A linguagem na escola: contextos, desafios e perspectivas em Lingüística e Educação haverá uma sessão que abordará diversos trabalhos com temas relativos à educação de surdos e educação especial, inclusive o meu, no dia 30-10, das 14:30 às 16:00.


Programação desta seção:


1. Construções lingüísticas, identitárias e culturais na aprendizagem da LIBRAS: implicações para o ensino e formação de professores
Audrei Gesser (UENP/Faficop, Cornélio Procópio)

2. O papel da Libras e da Língua Portuguesa nos contextos de ensino-aprendizagem de Língua Portuguesa escrita para surdos
Gisele Farias Muck e Cátia de Azevedo Fronza (Unisinos, São Leopoldo)

3. Me digam em que sou diferente de vocês?: sentidos de uma escola inclusiva para pessoas com deficiência em um Programa da EJA
Jamile Delagnelo Fagundes da Silva (FURB, Blumenau)

4. Desenvolvimento da narrativa em jovens com síndrome de Down
Gilsenira de Alcino Rangel (UFPel, Pelotas)


5. Andaimento coletivo no ensino de Língua Portuguesa para Surdos
Vanessa de Oliveira Dagostim Pires (UNISINOS, São Leopoldo)


Abaixo posto o resumo do meu trabalho:

Inspirado no trabalho de Richard Donato, publicado em 1997, que buscou identificar a presença da prática do andaimento nas interações entre pares em sala de aula de língua francesa como segunda língua, a presente pesquisa investiga como os alunos surdos de uma escola especial co-constroem experiências de língua portuguesa no contexto de sala de aula. Também tenta descobrir como o desenvolvimento desta L2 é trazido para o plano social, partindo da hipótese de que os aprendizes podem, de certa maneira, em algumas circunstâncias, prover o mesmo tipo de suporte e orientação uns aos outros, assim como os adultos fazem com as crianças, segundo o conceito de scaffolding investigado por Wood, Bruner e Ross (1976). Para isto, serão gerados dados mediante observação participante de aulas e aplicações de seqüência didática elaborada especialmente para este fim em uma turma de 6ª série do Ensino Fundamental de uma escola estadual especial para surdos da região metropolitana de Porto Alegre. Essas aulas foram gravadas em vídeo, transcritas e analisadas. Durante este período, os alunos foram convidados a estudar e reconhecer a estrutura de uma carta de reclamação, e, posteriormente, a produzirem, em conjuntos, uma carta de reclamação a respeito da escola onde estudam. Analisaremos as interações entre alunos e algumas intervenções da professora e pesquisadora no momento da produção das cartas e como essas práticas de atividades em conjunto geram estratégias facilitadoras de aprendizagem de LP.


Para maiores informações sobre o evento, acesse o site: http://www.ufrgs.br/ppgletras/celsul/index.htm - inclusive para possível interesse e pedido de intérpretes!!!


Espero que esse encontro seja muito proveitoso para todos!

Um grande abraço,

Vanessa!

26 de jul de 2008

Congresso Internacional de Educação para Surdos- Bilingüismo: práticas e perspectivas

O evento é dirigido à educadores, pesquisadores da área de surdez, tradutores
e intérpretes de Libras e Língua Portuguesa, familiares de surdos, comunidade
surda, bem como fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, demais
profissionais e estudantes de graduação que tenham interesse em aprofundar
seus conhecimentos sobre o Surdo.
Expectativa de Público: 500 pessoas para o Congresso
140 pessoas para o Pré-Congresso
Datas: Pré-congresso – 21 e 22 de agosto de 2008
Congresso – 23 de agosto de 2008
Local: Escola para Crianças Surdas Rio Branco
Rodovia Raposo Tavares, 7.200 (km24)
Granja Vianna - Cotia – SP

Para baixar o folder do evento: http://www.ecs.org.br/site/Bilinguismo/Images/Folder-site.pdf

Quem se interessou em ir? Infelizmente eu não poderei ir, mas quero saber quem vai para saber tudo o que aconteceu!!!

Abraços!

Notícias



Olá pessoal!


Desculpem a demora na postagem do blog, estou tendo dificuldades em acessar a internet em meu novo endereço! Mas mando algumas novidades, se liguem!!!









  • Prêmio Sentidos, para aqueles buscam valorizar as conquistas e superações de pessoas com deficiência, dando visibilidade a seus projetos e histórias de vida. Se você conhece alguém que tenha uma história que precisa ser conhecida de todo o público, a oportunidade está aberta mais uma vez. Mesmo se você participou da edição de 2007, tendo sido finalista, premiado ou não, você pode se inscrever novamente. E não é necessário se inscrever na mesma categoria, você pode escolher uma outra se achar mais adequado para o seu caso.


O cronograma que passa a valer é o seguinte :



 Encerramento das inscrições : 31 de julho de 2008



 Seleção dos 10 finalistas : 15 a 30 de agosto de 2008



 Divulgação dos 10 finalistas : 01 de setembro de 2008



 Seleção dos 3 finalistas : 01 de setembro a 15 de agosto de 2008



 Divulgação dos 3 finalistas : 16 de setembro de 2008



 Evento de premiação : 29 de setembro de 2008



Para se inscrever entre no site: http://sentidos.uol.com.br/premiosentidos2008/





II ENCONTRO DESPORTIVO E CULTURAL DE SURDOS EM SANTO ANDRÉ



Data de início do Evento: 20/9/2008
Horário do Evento: 8h00
Endereço: SESI CAT Theobaldo de Nigris - Praça Aramando Arruda Pereira, 100
Complemento: Bairro Santa Terezinha
Cidade: Santo André
Estado: SP



O evento é gratuito. Para maiores informações: http://www.adavida.org.br/

Abraços a todos!
Vanessa

10 de jun de 2008

Agenda

Oi pessoal... andei um tempo sem postar porque minha vida passou por várias mudanças (todas ótimas!!!) Me casei no dia 23 de maio e me mudei para uma cidade do interior do RS, onde eu e meu marido lecionamos. Ainda estou sem internet em casa, por isso por enquanto vou postar mais raramente, porém, em breve, se Deus quiser, vou poder normalizar isso.


Desde já agradeço as visitas e os comentários.





E vamos lá com as programações para Junho (todas na UFSC, em Santa Catarina!!!)





CONCURSO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE PROFESSOR FLUENTE EM LIBRAS


A Universidade Federal de Santa Catarina lançou o edital de abertura das incrições para contração de professor. Os requisitos exigitos são: Título de Doutor em letras ou áreas afins. Ênfase em língua de sinais brasileira: tese ou dissertação em língua de sinais brasileira e/ou educação de surdos, comprovada por meio da cópia da Ata de defesa. As inscrições podem ser realizadas de 4/6/2008 a 3/7/2008 no site http://www.ufsc.br/.








Karin Lilian Strobel irá defender seu Doutorado no dia 25 de junho, nasala 618 - 3 andar - no CED - Centro de Ciência e Educação, às 14:00 hs.


Deonisio Schimtt irá defender seu Mestrado no dia 27 de junho, na sala618 - 3 andar - no CED - Centro de Ciência e Educação, às 9:00 hs.

Lançamento do livro da Karin: As imagens do outro sobre a cultura surda





Para adquirir o livro: http://www.edufsc.com.br/det_livro.asp?cod_livro=19009

Abraços a todos, e mt sucesso à Karin!