29 de dez de 2007

Feliz 2008!

Queridas amigas e amigos,

Que neste ano que se iniciará o Senhor seja o centro na vida de cada um de vocês, que ele seja torre forte, porto seguro, caminho e destino. Enfim, que ele seja TUDO, pois toda a dádiva e todo dom perfeito vem dele!
Que não o louvemos somente pelo que ele nos dá, mas por quem ele é!
Abençoado 2008 a todos.
Abração da amiga,
Vanessa Dagostim.






É o Senhor Deus quem nos protege, nos nutre e nos ama, desde o ventre de nossa mãe!

Imagens: http://www.annegeddes.com/

Há diferença entre a "leitura silenciosa" entre surdos e ouvintes?

Em um artigo publicado na Revista Estudos de Psicologia, de 2005, a dupla Capovilla e Capovilla (já conhecidos pela Enciclopédia Trilíngüe da LIBRAS) e uma equipe de mestrandos fala sobre um estudo que comparou os processos de leitura entre surdos e ouvintes. Os termos do artigo são bem especializados (ou seja, um pouco difíceis pra quem não é da área - Psicologia), mas com dedicação se pode aprender muito, além da extensa bibliografia.
Por isso, o disponibilizo aqui. (Clique aqui)

Espero que seja útil a alguém.
Estão conseguindo fazer o download?
Abraços,
Vanessa.

26 de dez de 2007

Campanha Legenda Nacional

Você conhece a campanha de Legendas em cinema nacional? Com o slogan "Legenda para quem não ouve, mas se emociona", a campanha foi criada por Marcelo de Carvalho Pedrosa, um surdo de Recife, em 2004, e vem ganhando muitos adeptos desde então.
A idéia é fazer valer um projeto de lei já existente que torna obrigatória a presença de legendas em produções nacionais, uma grande conquista da comunidade surda a favor da inclusão!
O site da campanha é http://www.legendanacional.com.br/, e lá você pode obter mais informações sobre ela, adquirir produtos para divulgar a campanha, baixar arquivos, banners e selinhos como esse que existe no nosso blog. Também é possível ver fotos de pessoas famosas que aderiram à campanha.

Conheça e divulgue essa idéia!


Uma amostra do site da campanha:









Postagens e arquivos postados

Olá pessoal!
Gostaria de agradecer a visita de cada um, as dicas, a colaboração e desejar a todos um Feliz e abençoado ano de 2008!

Bom, alguns arquivos do blog estavam com alguns problemas para serem baixados, mas já estou resolvendo e publicando novamente as postagens com arquivos para baixar. Talvez algum arquivo das primeiras postagens ainda não esteja disponível, pois comecei a refazer os mais recentes, porém, em breve todos estarão prontos. Conto com a colaboração e mensagens de vocês para que o blog seja realmente útil ao maior número de pessoas interessadas com o tema SURDEZ e Educação.

Confiram os sites relacionados, pois sempre acrescento algum link novo. Também peço que comentem os posts, ou deixem recadinhos na caixa laranja e o Livro de visitas. Também há uma enquete que pode ser votada!

Um grande abraço a todos,
Vanessa.

21 de dez de 2007

Inauguração da Primeira escola especial para surdos Municipal de Porto Alegre

Repassando a notícia. Cabe salientar que Porto Alegre já conta com escolas para surdos privadas e estaduais. Essa será a primeira municipal.

Fogaça inaugura primeira escola de surdos da Capital

A partir do próximo ano letivo, Porto Alegre contará com a primeira escola voltada à educação de surdos. Esta manhã, 20, o prefeito José Fogaça inaugurou a Escola Municipal de Ensino Fundamental de Surdos Bilíngüe Salomão Watnick, localizada na Rua Mariante, 550, Bairro Rio Branco. Antiga reivindicação da comunidade surda da Capital, a escola foi conquistada no Orçamento Participativo em 2000 e garantida pela prefeitura em 2005. "É uma grande conquista dos próprios surdos. A escola representa uma nova era na história da educação em Porto Alegre. Vamos fazer disso uma bela tradição e um exemplo de respeito às necessidades especiais e às reivindicações de setores que constituem minoria", declarou o prefeito.

Além do atendimento aos alunos, a escola irá oferecer um grupo de estudos da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) para familiares e responsáveis. "É a realização de um sonho", disse Leida Souza, mãe das gêmeas Antônia e Gabriela, de sete anos. Desde março, Gabriela participa das turmas de apoio pedagógico em salas adaptadas na sede da Smed. Com a nova escola, a orientação poderá ser estendida à família, facilitando a comunicação entre as duas irmãs. Inicialmente, a escola atenderá duas turmas de alfabetização, totalizando 20 alunos a partir de cinco anos, em espaço provisório adaptado pela Secretaria Municipal da Educação (Smed). A escola conta com acessibilidade por rampas e banheiros adaptados, sinalização visual adequada aos alunos, salas multifuncional, duas salas de aula, sala de professores, secretaria, refeitório e praça de lazer.
Conforme a titular da Smed, secretária Marilú Medeiros, a escola conta com R$ 140 mil em recursos do orçamento destinado à educação especial. A sede definitiva será construída em área da prefeitura, no Bairro Partenon.
Inclusão - As aulas serão ministradas por professores concursados da rede municipal de ensino habilitados em educação de surdos. Aberta a toda comunidade de surdos da Capital, a escola funcionará das 13h30 às 17h30 e trabalhará por projetos elaborados conforme a necessidade dos alunos.
Vagas Com atendimento a 12 alunos no espaço de apoio pedagógico de surdos na sede da Smed, a rede oferece 130 vagas para alunos jovens e adultos em turmas de surdos no Centro Municipal de Educação dos Trabalhadores Paulo Freire, além de bolsas de estudo para 30 alunos do Ensino Fundamental na Escola Especial Frei Pacífico. Infomações pelo telefone (51) 3289-1852.
Endereço: Escola Municipal de Ensino Fundamental de Surdos - Escola Bilíngüe End: Rua Mariante, 550

Especialização em Educação para Surdos - ULBRA (CANOAS, RS)

Divulgando...

  • Objetivos
    Propiciar competências para a elaboração de projetos e estratégias de intervenção no contexto educacional e familiar;
    Oferecer oportunidades de aperfeiçoamento a pessoas graduadas de diversas áreas com vistas a uma compreensão abrangente dos processos da educação do aluno surdo;

  • Público-alvo
  • Profissionais graduados na área da educação, fonoaudiólogos, psicólogos e demais profissionais graduados interessados.

Componentes curriculares e outras informações vocês podem encontrar no site: http://www.ulbra.br/posgraduacao/caneducsurdos081.htm

_____________________________________________________

19 de dez de 2007

Curso de Doutorado aprovado na UNISINOS

Apesar de não ser um tema diretamente ligado com o assunto do blog, ele pode ser uma sementinha! O Programa de Pós-graduação em Lingüística Aplicada da UNISINOS, (onde estudam algumas mestrandas com trabalhos voltados para Educação para Surdos e Língua de Sinais, como eu) tem uma boa notícia, por isso publico aqui uma carta da coordenadora do PPGLA:


Prezados alunos e ex-alunos,
com grande prazer, participamos que nosso Doutorado em Lingüística Aplicada foi credenciado pela CAPES.Essa conquista do doutorado é fruto de esforço coletivo e, portanto, é também uma conquista de todos vocês que passam ou passaram por nós.
A dedicação, o interesse e a produção de vocês refletem-se agora na possibilidade de continuar, num nível mais alto, nossos estudos pós-graduados.
As matrículas para o Doutorado estarão abertas a partir de 14/01/2008 e a seleção ocorrerá em 24 a 26/03/2008.
Contamos com vocês para esta divulgação.
Grande abraço e um ótimo 2008 para todos nós.

Profª Drª Ana Maria de Mattos GuimarãesCoordenadora do Programa de Pós Graduação em Lingüística AplicadaUNISINOS


Eu também parabenizo a todos pela conquista.
Maiores informações no site: http://www.unisinos.br/ppg/linguistica/

13 de dez de 2007

Ensino Superior para Surdos

Conforme solicitação, publico aqui um artigo de Adriana Thoma (Doutora e Mestre em Educação pela UFRGS. Especialista e Graduada em Educação Especial –Habilitação Audiocomunicação pela UFSM) sobre a inclusão de alunos surdos no Ensino Superior.

Leia um trecho do artigo:

"Esse trabalho, assim, apresenta uma pesquisa sobre a inclusão de alunos com
distintas demandas (necessidades especiais) de acessibilidade no ensino superior,
realizada em 2004 e 2005 nas universidades do COMUNG (Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas): UNISC, UCS, URI, UPF, UNIJUI, UCPel, URCAMP, FEEVALLE, UNIVATES, UNICRUZ.
O objetivo de tal pesquisa foi mapear os acadêmicos em situação de inclusão,
bem como analisar e problematizar as representações e discursos sobre os sujeitos
incluídos, seus direitos, suas demandas e sua presença nessas instituições. Trata-se,
portanto, de um estudo qualitativo, mas que também faz uso de estratégias quantitativas,
a fim de oferecer um panorama da situação dessas IESs quanto ao número de
acadêmicos com necessidades especiais ingressantes, as estratégias utilizadas para
garantir sua efetiva participação e acesso ao ensino superior – do processo seletivo à
permanência e conclusão acadêmica.
A perspectiva de análise do estudo se encontra nos Estudos Culturais e em
Michel Foucault. Dos Estudos Culturais tomo emprestados os entendimentos de cultura
e representação e do pensamento de Michel Foucault as noções de discurso, poder e
resistência. Com isso, as análises foram feitas operando nos materiais com o
entendimento de que os sujeitos são produzidos pelo discurso e tomando a cultura como
central à constituição de nossas representações sobre os outros e sobre nós mesmos."
Sugira novos assuntos em nosso blog, nos comentários, livro de visitas, no box amarelo ou escrevendo para: vanessadagostim@gmail.com
Abraço!

Ensino de Língua Portuguesa para Surdos - MEC


Em 2004 o MEC e a Secretaria de Educação Especial lançaram dois volumes da Obra "O Ensino de Língua Portuguesa para Surdos: caminhos para a prática pedagógica".

O primeiro volume traz perspectivas teóricas da Língua Portuguesa e da Língua de Sinais, história, educação. O segundo volume traz idéias de oficinas para essa disciplina.

Bem interessante, embora não tão profundo, mas com ricas referências e um bom começo para quem quer se especializar ou saber mais sobre essa área.

Disponibilizo aqui para aqueles que querem baixar, em PDF.



Abraços!!!

12 de dez de 2007

Cidade para Surdos


Americanos planejam a primeira 'cidade para surdos', diz NYT

Os Estados Unidos podem ter a primeira "cidade para surdos" do mundo, revela nesta segunda-feira uma reportagem no New York Times.
O deficiente auditivo Marvin Miller já conseguiu apoio de cerca de 100 famílias para fundar um vilarejo no Estado da Dakota do Sul que terá a linguagem dos sinais como principal idioma.
A cidade deve se chamar Laurent e abrigar cerca de 2,5 mil pessoas. "Os professores vão ensinar por meio de sinais, os debates na Câmara Municipal serão na linguagem de sinais e os funcionários de restaurantes terão de saber atender com sinais", diz o jornal.
Os idealizadores do projeto, arquitetos e futuros moradores de vários Estados americanos e de outros países se reúnem nesta semana na Dakota do Sul para discutir o projeto.
A iniciativa, porém, é polêmica. "Para alguns, como Miller, sua mulher e seus quatro filhos, que também são surdos, isso reflete o desejo mais simples: morar num lugar onde fazem parte totalmente da vida cotidiana", diz o Times.
"Outros, principalmente os defensores das tecnologias que ajudam os surdos a utilizar a linguagem falada, observam que uma cidade como essa poderia apenas isolar e excluir os surdos mais do que nunca."
Se sair do papel, entretanto, a "cidade dos surdos" deverá ter também moradores sem deficiência auditiva, sobretudo parentes de surdos.




Agradeço à Maria Cristina por ter me enviado esta notícia.


E você, o que pensa sobre isso?

IPA tem intérprete

Divulgando...

A Rede Metodista de Educação do Sul conta com intérpretes de língua de sinais (ILS) para acadêmicos surdos.
Divulguem!
http://www.metodistadosul.edu.br/vestibular/

9 de dez de 2007

Extensão e Evento

Agradeço à Maria Cristina pelas informações de mais eventos e cursos na área!


Em Março - Capacitação para Instrutores de LIBRAS
Em Abril - LIBRAS Língua Brasileira de Sinais – Nível ILIBRAS Língua Brasileira de Sinais – Nível II-LIBRAS Língua Brasileira de Sinais – Nível III

Se você quer divulgar algum curso ou evento neste blog, escreva para: vanessadagostim@gmail.com.

Mais cursos na área

Olá Pessoal
Primeiramente quero agradecer a todas as visitas, recadinhos no Livro de visitas, no Box de recados e nos comentários! Está sendo muito legal escrever neste blog e poder divulgar e disseminar informações que possibilitem mais qualificação aos familiares e profissionais da área da surdez e assim uma melhor qualidade de vida a todos!!!!
Sigo, então, divulgando mais dois cursos na área, desta vez em Santa Catarina!


Maiores informações: www.unesc.rct-sc.br

4 de dez de 2007

Idéias para ensino de Língua Portuguesa para Surdos




Em 2006, o MEC lançou "Idéias para o ensino de Língua Portuguesa para Surdos", com o objetivo de fornecer idéias teóricas e práticas sobre essa disciplina, trazendo várias experiências de outros educadores e escolas com alunos surdos.
Disponibilizo aqui para quem tem interesse pelo assunto.

Baixar aqui

Passeata de surdos em São Paulo

Informação do portal G1

Deficientes auditivos protestam contra política de inclusão do MEC

Federação dos Surdos diz que governo pretende fechar escolas especiais.
Ministério da Educação afirma que a inclusão deve ser feita na escola comum.
Simone Harnik Do G1, em São Paulo
Deficientes auditivos e intérpretes protestaram na tarde desta quinta-feira (29) contra a Política Nacional de Educação Especial, do Ministério da Educação (MEC). Cerca de 700 pessoas, segundo a PM, e de mil, segundo os organizadores, ocuparam uma faixa da Avenida Paulista, saindo do Museu de Arte de São Paulo (Masp), em direção ao Paraíso.

Saiba mais

De acordo com Neivaldo Augusto Zovico, diretor regional da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis), o Governo federal pretende fechar escolas especiais e incluir os deficientes auditivos em escolas comuns, o que seria prejudicial para o aprendizado. “A escola não vai respeitar a necessidade do surdo. É necessário uma escola com língua de sinais [Língua Brasileira de Sinais (Libras)].”

Em junho, o MEC publicou uma portaria que modifica o enfoque da educação especial. Ela afirma que a educação especial não pode substituir a educação regular e institui um grupo de trabalho para “rever e sistematizar a Política Nacional de Educação Especial”. Nesse grupo, segundo os manifestantes, não foi incluído nenhum surdo.

Para Zovico, que é deficiente auditivo, a inclusão na escola comum só poderia ocorrer a partir da 8ª série, quando o estudante já domina Libras. “As crianças, na escola comum, serão prejudicadas, porque não vão conseguir entender o que o professor fala. E vai ocorrer evasão dos estudantes que não entendem”, afirmou.

Joel Barbosa Júnior foi quem interpretou o protesto de Zovico. “O número de surdos nas faculdades tem aumentado. Se o jovem for incluído na escola comum, não vai ter desenvolvimento para chegar à universidade”, disse.

Para o governo
No MEC, quem trata das políticas de inclusão é a Secretaria de Educação Especial. A assessora técnica Marlene Gotti afirmou que, pela inclusão, se pretende garantir o direito de estudar em qualquer espaço e não apenas depender de escolas especiais em determinada localidade. “Ainda não há intérpretes em todas as escolas. Mas a Lei de Libras é de 2002. Estamos formando professores surdos para isso”, disse.

Segundo Marlene, o protesto contra a política atual ocorre porque os deficientes auditivos que estudaram em escolas comuns enfrentaram problemas no passado. “Eles estão brigando contra o passado que tiveram. Estamos lutando pelo futuro da inclusão. Os manifestantes não estão vendo o lado da administração pública geral.”

Ela explica ainda que, no passado, a educação de pessoas com deficiência era feita em locais separados e que os estudantes, geralmente, não apresentavam progresso acadêmico. Além disso, enfatiza que, para estudar em escolas especiais, muitos jovens têm de viajar distâncias grandes para chegar à instituição – o que seria resolvido se todas as escolas passassem a incluir esses alunos.

“A política proposta diz apenas que não se deve criar mais escolas especiais. Mas não falou em fechar as que existem. Essas escolas, poderiam se tornar centros de atendimento educacional especializado”, diz.

Fotos da passeata você pode encontrar no link: Moacyr Andrade - Sistemas de Informa�o: Passeata

Ótima semana para vocês!!!