31 de out de 2007

I Seminário Nacional de Cultura Surda (Caxias do Sul)


Olá Pessoal


Para saber informações sobre o I Seminário Nacional de Cultura Surda, que será realizado em Caxias do Sul (RS) entre os dias 12 e 14 de novembro de 2007, clique nos links abaixo.






Programação (clique aqui)




Quem vai???
Abraços,




Vanessa Dagostim.

28 de out de 2007

Proposta do MEC sobre Educação Especial

Olá pessoal
Tenho recebido diversos e-mails em relação a nova proposta do MEC para a Educação Especial, pois todos estamos apavorados!
O texto, elaborado pelo Grupo de Trabalho nomeado pelo Ministro da Educação Fernando Haddad, para proposta da Política Nacional de Educação Especial traz uma grandenovidade, que interessa a todos:a transformação de TODAS AS ESCOLAS ESPECIAIS em centros de atendimento, e todos os alunos especiais alunos destas escolas seriam incluídos nas escolas regulares, onde o professor terá que “se virar” para atender a esses alunos, mesmo sem formação específica.

O prazo para as contribuições ao projeto vai até 31 de outubro de 2007. As sugestões podem ser encaminhadas para o e-mail politicaseesp@mec.gov.br .
Abaixo, destaquei alguns pontos importantes do texto:


v Não criar novas escolas especiais e transformar as escolas existentes em centros de atendimento educacional especializado para o atendimento, a produção de materiais acessíveis e a formação docente;


v Supressão de critérios meritórios para diferenciação salarial ou bonificação de profissionais que atuam na educação de pessoas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação, nos planos de carreira;


v Utilização do critério de idade/ faixa etária para inclusão dos alunos com deficiência em turma comum do ensino regular para se suprimirem os agrupamentos com base na deficiência. O aluno surdo devido a diferença lingüística pode ser beneficiado com a participação de outro colega surdo em sua turma;

O texto do MEC pode ser baixado no site: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/pol%EDtica%2013%20de%20setembro.pdf


O que você acha disso???

Algumas instituições de defesa do direito dos Surdos e Escolas de Educação Especiais têm se mobilizado contra essa proposta.
Abaixo, você poderá baixar algumas delas, com depoimentos de surdos sobre o assunto "inclusão" e o motivo da luta pelo direito de uma educação especial e de qualidade para o surdo.

Escola de Audiocomunicação de Campina Grande (clique aqui)

Comunidade Surda de Santa Maria (clique aqui)

Escolas e Instituições de surdos de São Paulo (clique aqui)

25 de out de 2007

Como a sociedade não enxerga os surdos




Acima, posto um trecho de um texto extraído de http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0009-67252007000300003&lng=es&nrm=iso, que mostra como a sociedade, muitas vezes, não quer enxergar o surdo, ou aquele que lhe é diferente.
Abraços,
Vanessa

21 de out de 2007

Diferenças entre Surdo e Deficiente Auditivo


Não é apenas uma questão de "politicamente correto". Atrás dos nomes, das palavras, há ideologias e conceitos. É assim com a diferença entre "surdo" e "deficiente auditivo". Longe do que muitas pessoas pensam, esses termos não são sinônimos, assim como ser denominado como surdo não é pejorativo ou ofensivo, mas uma questão de indenfiticação de sujeitos de uma cultura, a Cultura Surda.

No arquivo que posto abaixo, de Maura Corcini, alguns termos não definidos para esta distinção. Para acessá-lo, basta clicar sobre o título abaixo:


EDUCAÇÃO DE SURDOS:UMA QUESTÃO DE DIFERENÇA, DE IDENTIDADE E DE CULTURA. (clique aqui) Word.


Retirado do site Minha Unisinos.

19 de out de 2007

Mini-oficina: "O que é Língua Portuguesa para Surdos?"


É com prazer que convido aos interessados a participarem da mini-oficina que realizarei.

Título: "O que é Língua Portuguesa para Surdos?"
Quando? Sábado, dia 27 de outubro, às 10h30.
Onde? Sala 208-D – FAPA
Endereço: Faculdades Porto-Alegrenses Av: Manoel Elias, 2001 Bairro: Morro Santana – Porto AlegreFone: (51) 3382.8282 e mailto:fapa@fapa.com.br



Resumo da mini-oficina:

O QUE É LÍNGUA PORTUGUESA PARA SURDOS?
Apresentadora: Vanessa de Oliveira Dagostim – vanessadagostim@gmail.com (UNISINOS)
Orientadora: Profa. Dra. Ana Maria Guimarães - ANAG@unisinos.br (UNISINOS)

Esta mini-oficina busca apresentar a discussão referente à atual situação do ensino de Língua Portuguesa para Surdos, analisando diferentes práticas de ensino utilizadas em sala de aula de Língua Portuguesa para Surdos (LP/S) e o desenvolvimento lingüístico dos alunos ao longo dessas práticas. Tais análises resultam de estudos apoiados em leituras multidisciplinares de concepções e história de educação de surdos, legislação brasileira e estudos em Línguas de Sinais, reafirmando a importância de uma educação especial e especializada para surdos. Discutiremos conceitos básicos como surdez, cultura e comunidade surda e suas implicações na disciplina. Também serão apresentados alguns estudos já realizados em nível de graduação e pós-graduação sobre o tema, além de materiais disponíveis e formação de profissionais.

Palavras-chave: Lingüística Aplicada – Surdez – Ensino de Língua Portuguesa para Surdos


Atenciosamente,

Vanessa Dagostim.

18 de out de 2007

Notícias chocantes

A falta de informação na sociedade a respeito da sudez é chocante, e ultrapassa qualquer barreira geográfica.
Leia que notícia absurda!

Balconista espanca cliente surdo porque ele se recusou a falar
Um balconista de uma cadeia de lojas no Texas foi acusado por lesão corporal grave após ter usado um pé-de-cabra para espancar um cliente surdo. Cody Goodnight, 30, é deficiente auditivo desde os dois anos de idade e usa linguagem de sinais pra se comunicar.
A vítima foi atacada pelo balconista quando tentou pagar por duas garrafas de Sprite com uma nota de 5 dólares. Investigadores disseram que o funcionário de 20 anos, Ricky Young, declarou ter pensado que Goodnight estava sendo rude por não falar com ele.
Goodnight declarou ainda estar assustado e temer ir sozinho a qualquer lugar.
Fonte: http://blog.dukaramba.com/340/balconista-espanca-cliente-surdo-porque-ele-se-recusou-a-falar.html

17 de out de 2007

O Vôo da Gaivota

O vôo da Gaivota - Emanuelle Laborit

Emanuelle Laborit nasceu em 1972, na França. Foi a primeira filha de um jovem casal de estudantes de classe média, onde o pai estudava medicina (posteriormente vindo a ser um psiquiatra envolvido na luta pelos direitos dos Surdos) e sua mãe preparava-se para ser professora, porém interrompeu seus estudos para cuidar de Emanuelle. Surda de nascença, seus pais só tiveram a descoberta de sua condição aos nove meses de idade, e foram orientados pela equipe médica a não colocá-la em contato com outros surdos. Foi submetida, desde então, a tratamentos de ortofonistas, com oralização e uso de aparelhos auditivos, do qual só ouvia ruídos que não podia distinguir. Incluída em escola regular, somente aos 7 anos seu pai recebeu informações de surdos que utilizavam língua de sinais e conseguiram um bom desenvolvimento intelectual e comunicativo.
Emanuelle destacou-se por ser a primeira atriz surda a ganhar o prêmio Molière de teatro e também tornou-se a primeira francesa surda a escrever um livro. Mais do que sua própria e curta vida até então (já que ela o escreve com apenas 22 anos), o livro busca retratar a vida de uma pessoa Surda em um mundo que não está preparado para conviver com essa diferença:

Este livro é um presente da vida. Vai me permitir dizer aquilo que sempre silenciei, tanto aos surdos como aos ouvintes. É uma mensagem, um engajamento no combate relacionado com a linguagem de sinais, que separa ainda muitas pessoas. (Laborit, p.9)

Um dos motivos pelo qual o livro foi considerado por muitos uma ousadia, é pela dificuldade que os surdos têm com a língua escrita, tanto na leitura quanto na produção. A própria autora diz ter mais medo da escrita do que da fala, ainda que isso pareça estranho vindo de uma surda, mas fica registrada a dificuldade de lidar com a representação escrita de uma língua oral-auditiva, como o francês ou o português, por falantes nativos de línguas orais-espaciais, como a língua de sinais. Por isso, ela explica seu método de produção da obra: “Outras pessoas, mais curiosas, perguntaram como iria fazer. Escrever por conta própria? Contar o que gostaria de escrever a um ouvinte que traduziria meus sinais? Faço as duas coisas. Cada palavra escrita e cada palavra em sinais são irmãs.” (Laborit, p. 8) Assim, para a escrita do livro a autora contou com uma espécie de tradutora que a auxiliou, Marie-Thérèse Cuny, porém conservando seu estilo próprio, o que é observado ao longo da leitura.

10 de out de 2007

Materiais interessantes sobre surdez - Parte 1


Posto aqui alguns materiais interessantes para serem baixados por quem se interesse!!! (Clique nos títulos para salvá-los em seu computador.)
















Abraço


Vanessa

O polêmico Implante Coclear

Pesquisando na web, achei algumas coisas interessantes sobre Implante Coclear, tema que gera muita polêmica no mundo dos surdos e de ouvintes. O documentário "Som e Fúria", realizado nos Estados Unidos há algum tempo, mostra um pouco disso, destacando a visão da comunidade surda em relação a este tema.No Brasil, aqui no Sul, especificamente, o Hospital de Clínicas de Porto Alegre possui um programa de reabilitação auditiva através do Implante Coclear.

Outro exemplo, a modelo brasileira Brenda Costa, de 25 anos, fez a cirurgia este ano, mesmo contra o diagnóstico dos médicos, que diziam que certamente seu nervo auditivo já estaria morto (o que impossibilitaria o sucesso da operação). Brenda, entretanto, insistiu e realizou a cirurgia, e agora, "vem aprendendo a ouvir", segundo reportagem da Revista Caras de Julho. Nas fotos da revista, Brenda brinca na água, e, segundo a notícia, "ri quando ouve o barulho", porém, pelas fotos, vemos que Brenda está sem o aparelho externo do Implante, (ou seja, não está ouvindo nada), até porque, o implantando deve seguir uma série de restrições e cuidados, inclusive não nadar com o aparelho!
Isto mostra como sabe-se pouco sobre o Implante, suas vantagens e seus riscos.

Abaixo, alguns links interessantes sobre o assunto:

Vídeos relacionados:
http://video.google.com/videosearch?q=cochlear+implants&so=0 - lista de vídeos relacionados ao tema, em inglês.
Blogs:
http://implantecoclear.wordpress.com/ - Blog de um implantado que conta sobre sua experiência desde 2004. Muito interessante!
http://www.implantecoclear.blogspot.com/ - Blog de uma pessoa que fez o implante de pois de 37 anos de surdez!
http://palavrasnosilencio.blogs.sapo.pt/tag/implante+coclear outro sobre o assunto..

Buscando no Google, encontra-se muito mais material sobre o implante, vale a pena para quem se interessa.
E você, o que acha do Implante Coclear??

1° Dia


Como primeira postagem, quero escrever sobre minha expectativa em relação ao Blog: que ele seja útil! Esta é a única função, que ele seja canal para divulgação e integração de pessoas com o mesmo objetivo em comum: aproximar através de uma VERDADEIRA inclusão o mundo dos surdos e mundo dos ouvintes, sem hipocrisia, sem demagogia, sem segundos interesses, mas por entender que essa união é necessária e só possível em AMOR!

Por isso, deixo uma passagem que está em 1 Cor. 13, versículos 1 e 8:


"Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. (...) O amor jamas acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará."


Grande abraço, espero ser útil!