12 de dez de 2007

Cidade para Surdos


Americanos planejam a primeira 'cidade para surdos', diz NYT

Os Estados Unidos podem ter a primeira "cidade para surdos" do mundo, revela nesta segunda-feira uma reportagem no New York Times.
O deficiente auditivo Marvin Miller já conseguiu apoio de cerca de 100 famílias para fundar um vilarejo no Estado da Dakota do Sul que terá a linguagem dos sinais como principal idioma.
A cidade deve se chamar Laurent e abrigar cerca de 2,5 mil pessoas. "Os professores vão ensinar por meio de sinais, os debates na Câmara Municipal serão na linguagem de sinais e os funcionários de restaurantes terão de saber atender com sinais", diz o jornal.
Os idealizadores do projeto, arquitetos e futuros moradores de vários Estados americanos e de outros países se reúnem nesta semana na Dakota do Sul para discutir o projeto.
A iniciativa, porém, é polêmica. "Para alguns, como Miller, sua mulher e seus quatro filhos, que também são surdos, isso reflete o desejo mais simples: morar num lugar onde fazem parte totalmente da vida cotidiana", diz o Times.
"Outros, principalmente os defensores das tecnologias que ajudam os surdos a utilizar a linguagem falada, observam que uma cidade como essa poderia apenas isolar e excluir os surdos mais do que nunca."
Se sair do papel, entretanto, a "cidade dos surdos" deverá ter também moradores sem deficiência auditiva, sobretudo parentes de surdos.




Agradeço à Maria Cristina por ter me enviado esta notícia.


E você, o que pensa sobre isso?

Nenhum comentário: